Terça-feira, Maio 21, 2024
16.7 C
Braga
BragaAGERE renova certificação Ambiental e de Segurança

AGERE renova certificação Ambiental e de Segurança

© AGERE

A AGERE, Empresa de Águas, Efluentes e Resíduos de Braga, concluiu com êxito a auditoria de renovação do seu Sistema de Gestão Ambiental e de Segurança e Saúde no Trabalho, bem como a auditoria de acompanhamento ao Sistema de Gestão da Qualidade.

A empresa voltou a validar que o seu Sistema Integrado de Gestão, baseado nos normativos ISO9001, ISO14001, e ISO45001, se encontra “eficazmente implementado”, cumprindo com os requisitos das normas em causa, bem como, com os restantes critérios de auditoria (requisitos legais e regulamentares, requisitos de clientes e requisitos próprios do sistema de gestão). “Mais uma vez, não houve registo de não conformidades”, refere o Município de Braga.

Nesta auditoria foi demonstrado que “o Sistema Integrado de Gestão implementado de forma transversal às atividades da AGERE, atende às necessidades e expectativas das suas Partes Interessadas e determina e avalia, com base numa análise de contexto interno e externo à Organização, os seus riscos e oportunidades de modo a melhorar continuamente o seu desempenho, bem como a minimizar os impactos decorrentes das suas atividades”.

“A AGERE demonstrou uma elevada dinâmica organizacional na prossecução da melhoria contínua tendo o organismo certificador AENOR constatado o envolvimento de todos os colaboradores na melhoria do desempenho e da sustentabilidade da Organização. A liderança e compromisso da gestão evidenciado pela participação da Administração e da Direção-Geral nas atividades do Sistema Integrado de Gestão foi também salientado como ponto forte”, reforça a autarquia.

Foram ainda destacados, pela equipa auditora, a redução das reclamações, apoios sociais para todos os colaboradores, elevado cumprimento de objetivos a nível financeiro e operacional, iniciativas e acções que contribuem para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), bem como a continuidade de investimentos em equipamentos que manifestam um contributo importante para a ambição do território no Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES