Segunda-feira, Outubro 3, 2022
24 C
Braga
InícioRegiãoVila Nova de Famalicão500 jovens deram contributo para o Plano Municipal da Juventude de Famalicão

500 jovens deram contributo para o Plano Municipal da Juventude de Famalicão

© CM Famalicão

Ao longo de quatro dias, cerca de meio milhar de famalicenses, na sua maioria jovens, deixaram várias centenas de contributos para o Plano Municipal da Juventude de Vila Nova de Famalicão (PMJ.F) que o município está a construir, numa iniciativa de auscultação e co-construção que decorreu entre 19 a 22 de abril.

Foram realizados 19 encontros que passaram por locais como a Casa da Juventude, escolas famalicenses, a sede do núcleo do Corpo Nacional de Escutas de Famalicão e a Casa das Ideias (PASEC).

As sessões envolveram jovens em ambiente escolar, em ambiente associativo e em participação autónoma, líderes associativos, Conselho Municipal da Juventude (CMJ), animadores de juventude, dirigentes do Município de Vila Nova de Famalicão, responsáveis políticos e de agrupamentos de escolas, forças de segurança, entre outros.

Foram exploradas oito áreas temáticas ou eixos de intervenção, entre eles, participação cidadã e cidadania global, educação, formação e ciência, emprego, empreendedorismo e inovação, cultura, desporto e lazer, ambiente e sustentabilidade, segurança, Saúde e qualidade de vida, habitação, mobilidade e emancipação, associativismo e voluntariado. Para além destes temas, também foram abordadas duas dimensões transversais: informação e comunicação, e cooperação e parcerias.

Refira-se que o CMJ teve um papel central em todo o processo, tendo, no final deste, em plenário realizado no passado dia 22 de abril na Casa da Juventude, aprovado a versão final da configuração temática do Plano Municipal da Juventude de Famalicão.

O processo de auscultação junto da população jovem foi iniciado no passado dia 26 de março, em paralelo à cerimónia de entrega de Bolsas de Estudo municipais. O PMJ.F é construído por via de um processo de trabalho baseado em consultas/auscultação dos principais atores, e em processos de co-construção centrados, essencialmente, nos jovens e em parceiros locais vitais para a construção de políticas públicas para a juventude.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS