Segunda-feira, Junho 27, 2022
11.2 C
Braga
InícioBragaVereadora da CDU visitou o projeto Human Power Hub em Braga

Vereadora da CDU visitou o projeto Human Power Hub em Braga

© CDU Braga

A vereadora da CDU, Bárbara Barros, visitou esta quarta-feira, o Human Power HUB, projecto de inovação e empreendedorismo social agora sob a responsabilidade da BragaHabit.

A vereadora, acompanhada pelos eleitos locais João Melo, na freguesia de São Victor, e André Castanho, na de São Vicente, visitou as instalações do Human Power HUB e ficou a conhecer os projetos ali em desenvolvimento.

Depois de se ter iniciado com recurso a programas de apoio à inovação social, o Human Power HUB passou este ano para a égide da empresa municipal BragaHabit. O objetivo é acolher empreendedores com vontade de responder a problemas sociais criando soluções que possam ter impacto na comunidade.

Durante a visita, a vereadora da CDU valorizou “a integração deste projecto no âmbito da atuação municipal mais direta, possibilitando uma maior ligação entre a iniciativa privada e o necessário reforço das políticas sociais municipais”.

Para Bárbara Barros, “a responsabilidade primeira de responder às necessidades e fragilidades sociais das comunidades é política e pública”, mas sublinha a importância de se “criarem parceiros com a capacidade de encontrarem novas soluções que possam alavancar esta resposta pública”.

À margem da visita não ficou a crítica que, antes, já tinha levado a CDU a votar contra a instalação do Human Power HUB num edifício privado. “Compreendemos a necessidade de ter instalações adequadas, como estas, para o desenvolvimento de um projecto destes, no entanto reforçamos a urgência de a maioria neste executivo decidir investir em equipamentos municipais capazes de albergar os seus serviços e projetos em espaços próprios”, frisou.

Bárbara Barros continua a criticar a opção de “pagar rendas mensais na ordem dos 3.000 euros a um privado, como aqui acontece, em vez de se investir, como houve oportunidade no direito de preferência da Câmara Municipal para aquisição da fração do edifício do Castelo que ocupou, e onde este projeto também esteve sediado, o erário público em equipamentos que fiquem para o município e para os bracarenses”.

A vereadora comunista aproveitou ainda para alertar que “muito em breve será necessário pensar numa solução para albergar também a própria Bragahabit”, aludindo à necessidade de se continuar a reforçar as equipas desta empresa municipal e “à falta de espaço físico que já se vai fazendo sentir nas actuais instalações”. 

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS