Quinta-feira, Maio 30, 2024
32.3 C
Braga
AtualidadeUMinho inaugura painéis interpretativos junto às hortas comunitárias do campus de Gualtar

UMinho inaugura painéis interpretativos junto às hortas comunitárias do campus de Gualtar

Dia Mundial da Terra.

© UMinho

A Universidade do Minho (UMinho) assinalouhoje o Dia Mundial da Terra, com a inauguração de painéis interpretativos (biospots) junto às hortas comunitárias do campus de Gualtar, em Braga, além de ações de formação sobre boas práticas em sustentabilidade e biorresíduos.

A inauguração simbólica dos biospots contou com o pró-reitor para a Sustentabilidade e Gestão dos Campi, Miguel Bandeira, o vereador do Ambiente do Município de Braga, Altino Bessa, e a coordenadora do projeto STOL – Science Through Our Lives, Alexandra Nobre, também professora do Departamento de Biologia da Escola de Ciências da UMinho. O momento contou também com uma degustação de produtos da horta.

A Horta-STOL surgiu há dois anos e afirma-se na educação ambiental e valorização do campus. Tem mais de cem espécies em 30 metros quadrados e um talhão para espécies não anuais, incluindo faveiras, morangueiros e plantas aromáticas e medicinais, entre outras. Serve de apoio a aulas de Biologia, mas também para divulgar ciência em visitas de escolas, campos de férias, oficinas e seminários de cultura visual. Foram ainda criados um jogo da memória e um pequeno livro sobre as plantas da horta e recursos educativos online gratuitos.

Várias atividades

Quanto às ações de formação em sustentabilidade e biorresíduos, começaram no campus de Azurém (Guimarães) e prosseguem esta terça-feira em Gualtar. Visam capacitar os profissionais da academia e envolvem a Reitoria e os Serviços de Ação Social.

Entretanto, a aliança universitária europeia Arqus, à qual a UMinho pertence, está a celebrar os Green Mobility Days com diversas ações de sustentabilidade e mobilidade verde. A academia minhota recebe, por exemplo, no dia 24 o workshop “Soluções para plásticos nos oceanos: recuperação, processamento e sustentabilidade”, no PIEP – Polo de Inovação em Engenharia de Polímeros (Azurém); no dia 30, a conferência CBMA-IB-S “From penguins to Planet Health”, no Instituto para a Bio-Sustentabilidade (Gualtar); e apresenta até 10 de maio a exposição dos alunos de Arquitetura “Peças desgarradas: a origem dos materiais”, na Garagem Avenida (campus de Couros, Guimarães).

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES