UMinho assegura financiamento superior a 1.7 milhões de euros em projetos de mobilidade Erasmus+
Sábado , Setembro 19 2020 Periodicidade Diária nº 2579
Principal / Educação / UMinho assegura financiamento superior a 1.7 milhões de euros em projetos de mobilidade Erasmus+

UMinho assegura financiamento superior a 1.7 milhões de euros em projetos de mobilidade Erasmus+

No âmbito da Ação Chave 1 do Programa Erasmus+, a Universidade do Minho viu aprovadas as duas candidaturas institucionais apresentadas em fevereiro – candidatura para países do programa – mobilidades no seio da Europa -, e candidatura International Credit Mobility (ICM) – mobilidades de/para países fora da União Europeia, entre os quais, África do Sul, Austrália, Camboja, Cazaquistão, Chile, EUA, Indonésia, Japão, Laos, Malásia, Nova Zelândia, República Dominicana, Taiwan, Timor Leste e Uruguai.

A Universidade assegurou, igualmente, financiamento para três candidaturas em consórcio, sob sua coordenação. O UNorte International, criado em 2017, pretende promover uma maior competitividade da UMinho, UPorto e UTAD no Espaço Europeu de Ensino Superior. O consórcio Joint Academic Mobility Scheme with the MIddle East and South (JAMIES), nasceu em 2017 em associação com as universidades do Algarve, Nova de Lisboa, Porto e Trás-os-Montes e Alto Douro, com o objetivo de apoiar o desenvolvimento e modernização de instituições de ensino superior na Argélia, Israel, Jordânia, Líbano, Marrocos, Palestina, Síria e Tunísia.

Pela primeira vez foi aprovado o consórcio Mobility Programme between Portugal, ENI East and IPA Countries (PEERS), em associação com as Universidades de Aveiro e Évora. Este projeto tem como objetivo apoiar a promoção de reformas estruturais, em instituições parceiras de ensino superior na Albânia, Arménia, Bielorrússia, Bósnia e Herzegovina, Geórgia, Kosovo e Ucrânia, por forma a adequá-las às normas da UE em termos de recursos humanos, reforma do sistema educacional e desenvolvimento de investigação científica.

No total, o financiamento obtido pelos cinco projetos ultrapassa um milhão e setecentos mil euros e permitirá a execução de mais de 800 mobilidades para estudantes, docentes e pessoal técnico, administrativo e de gestão, até maio de 2022, para 63 países em todo o mundo.

Em tempos de crise, o apoio dos nossos leitores é fundamental para garantir que a Braga TV continue a ser um canal de informação de referência na região. Apoie aqui.