UMinho adapta brinquedos para crianças com paralisia cerebral
Quinta-feira , Outubro 22 2020 Periodicidade Diária nº 2612
Principal / Educação / UMinho adapta brinquedos para crianças com paralisia cerebral

UMinho adapta brinquedos para crianças com paralisia cerebral

Tal como já vem sendo hábito desde 2006, embebidos de espírito natalício, o Laboratório de Robótica do Departamento de Eletrónica Industrial da Universidade do Minho dedica uma semana por ano à adaptação de brinquedos electrónicos, para que estes possam ser usados por crianças com necessidades especiais.

Trata-se de uma parceria entre a Saluslive (que lida com crianças especiais), a Universidade do Minho, a botnroll.com (que fornece os componentes electrónicos), a Sociedade Martins Sarmento, que disponibiliza o seu espaço para a iniciativa e o Grupo de Robótica da Universidade do Minho, que leva a cabo a adaptação destes brinquedos, de forma a poderem ser usados por crianças com necessidades especiais.

A adaptação de brinquedos electrónicos decorre no laboratório de robótica da Universidade do Minho entre os dias 9 e 13 de dezembro. A título excepcional, no dia 11 de dezembro, a adaptação dos brinquedos decorrerá na Sociedade Martins Sarmento, em Guimarães, num dia aberto ao público, para que a comunidade local possa visitar os trabalhos de adaptação realizados nestes brinquedos.

As adaptações são realizadas por alunos e docentes do Departamento de Electrónica Industrial, e os brinquedos serão posteriormente entregues a instituições que acolhem as crianças especiais, em várias cidades do Minho.

Apesar de a adaptação ser diferente em cada brinquedo, o grau de complexidade poderá ser maior ou menor e o tempo que demora pode também variar de poucos minutos a algumas horas. Mas estes factos não demovem os alunos e docentes, que dedicam algum do seu tempo a esta iniciativa. O espírito de voluntariado de cada um é enorme, a entrega e dedicação por esta causa é total. Toda a ação é acompanhada de um espírito natalício de muita brincadeira e alegria. E quando isso acontece, é possível transformar os sonhos em alegrias.