Theatro Circo aposta em artistas nacionais na sua programação
Quinta-feira , Agosto 6 2020 Periodicidade Diária nº 2535
Principal / Cultura / Theatro Circo aposta em artistas nacionais na sua programação

Theatro Circo aposta em artistas nacionais na sua programação

Foto: Município de Braga

Foram hoje apresentados os resultados e balanço da retoma de atividade do Theatro Circo após o período de encerramento, motivado pela pandemia de Covid-19, e a rentrée da programação, com as propostas para setembro/outubro.

Ricardo Rio, presidente do Município de Braga, disse que o Theatro Circo estava a viver um período “continuamente muito positivo” da sua atividade até à fase da pandemia, registando uma programação eclética, diversificada e que ia ao encontro de diferentes tipologias de públicos de dentro e fora do concelho. “Ao longo dos últimos anos, a programação tem conseguido ter uma adesão superior ou muito próxima dos 100 mil espectadores por ano, um número marcante para uma sala de espetáculos com capacidade para perto de 900 lugares. Para além disso, o Theatro é ainda um catalisador de outras dinâmicas e participa ativamente na articulação de projetos de grande importância para a cidade, como o são o Braga Cultura 2030 ou a Braga Media Arts”, referiu, sublinhando o facto de o Theatro ter, logo que possível, aberto as suas portas e ajustado a programação às circunstâncias, continuando a assumir todas as suas responsabilidades com parceiros, prestadores de serviço e colaboradores.

O autarca realçou ainda que, para além da componente da programação, a recuperação materializa-se no arrojo com que o Theatro Circo assume responsabilidades adicionais. “A partir de setembro, o Theatro passa a coordenar a rede de espaços culturais de natureza programativa sob a alçada do Município, com a incorporação do gnration, e a preparação do novo Media Arts Center, que ficará localizado no antigo Cinema São Geraldo. Continuaremos a ter um Theatro Circo cada vez mais em prol de Braga e todos os bracarenses”, disse.

Sob a retoma da programação, Paulo Brandão, programador do Theatro Circo, realçou a adesão do público à iniciativa “7 Quintas Felizes”, às sessões de cinema e às oficinas disponibilizadas. “Mesmo com todas as limitações, tivemos mais de 950 espetadores no 7 Quintas Felizes e 300 nas sessões de cinema, sendo que o feedback das oficinas foi extremamente positivo”, revelou.

O programador destacou ainda o sucesso do espetáculo online de comemoração do 105.º aniversário do Theatro, no dia 21 de abril, que juntou dezenas de artistas e teve um total de mais de 25 mil visualizações.

Por seu turno, Lídia Dias, vereadora da Cultura, abordou o relatório de contas de 2019 da empresa municipal. “O Theatro Circo fechou o ano de 2019 com um resultado positivo de cerca de quatro mil euros e passaram cerca de 98 mil pessoas pelo Theatro, sendo que o ligeiro decréscimo face ao ano transato justifica-se pelo encerramento do espaço no mês de agosto e na aposta em espetáculos que consideramos fundamentais e dirigidos à qualificação e capacitação junto do público, como é o caso da Braga Media Arts”, referiu, lembrando que a solidez dos resultados do Theatro permite que a casa de espetáculos se afirme, neste período de pandemia, pela “vanguarda e inovação”.

Programação de setembro/outubro incluí múltiplas atuações de artistas nacionais

Para setembro/outubro, pese embora a menor densidade, a programação do Theatro Circo inclui uma maior aposta no teatro e múltiplas atuações de artistas portugueses, a começar por Miguel Ângelo, dia 5 de Setembro, e a terminar com Noiserv. Uma semana depois, recebe Moullinex, com a convidada Selma Uamusse, seguindo-se, no dia 18 de setembro, David Bruno, a apresentar o mais recente álbum, “Raiashopping”. No dia seguinte, sobem ao palco da sala da Avenida da Liberdade Medeiros/Lucas, com Rui Souza ao piano, enquanto Rui Massena fecha o mês de setembro no dia 26. Ainda em Setembro, o monólogo teatral “A Grande Vaga de Frio”, com Isabel Silvestre, é encenado no dia 11.

Outubro começa com a cantautora Cátia Mazari Oliveira e o seu projeto “A Garota Não”, no dia 02. A Orquestra Filarmónica Portuguesa, sob direção de Osvaldo Ferreira, apresenta “From Mozart to Beethoven”, no dia seguinte.

Nos dias 9 e 10 de outubro, o encenador Tiago Correia leva ao palco “Alma”, e a Jangada Teatro apresenta “Pinóquio”, em 16 e 17 do mesmo mês. Ainda no teatro, o Theatro Circo acolhe uma récita de “Castro”m com encenação de Nuno Cardoso, no dia 22. No dia 24 de outubro, o Theatro Circo recebe ainda Noiserv, que estará a apresentar o novo disco, “Uma palavra começada por N”.

Adicionalmente, entre 11 de setembro e 31 de outubro, vai estar exposta, no Salão Nobre, a mostra “Live, Love, Refugee“, do fotógrafo Omar Imam, numa parceria com os Encontros da Imagem.

O mais pequeno contributo pode ter um grande impacto. O apoio dos nossos leitores é fundamental para garantir que a Braga TV continue a ser um canal de informação de referência na região. Apoie aqui.