Domingo, Outubro 17, 2021
20 C
Braga
InícioAtualidadeSpin-off da Universidade do Minho cria software de gestão do património

Spin-off da Universidade do Minho cria software de gestão do património

© UMinho

A tecnológica Keep Solutions, nascida na Universidade do Minho, apresenta esta quinta-feira, dia 30 de setembro, o Museo 2.0, um software de gestão do património e que visa aproximar o público à cultura. A sessão decorre às 14:30, em formato online, sendo as inscrições em keep.pt.

O Museo garante a inventariação, gestão e comunicação das instituições que detêm património cultural material, imaterial, documental e multimédia. Permite gerir vários núcleos museológicos numa só interface e, em paralelo, conjugar a divulgação da riqueza patrimonial com turismo, educação e ciência, diz o diretor executivo da Keep Solutions, Miguel Ferreira. Por exemplo, é possível gerir coleções, criar exposições virtuais, propor roteiros, promover atividades ou levar o espólio a novos públicos. A plataforma é acessível por computador, smartphone ou tablet e incorpora também conteúdos multimédia, como vídeo, áudio e objetos 3D.

“O objetivo é levar a cultura até à casa das pessoas”, frisa Miguel Ferreira. O software procura responder, em simultâneo, às necessidades das instituições (ganham visibilidade), dos profissionais de museu (simplificam processos, nas diretrizes da Direção-Geral do Património Cultural) e dos cidadãos (usufruem melhor dos serviços).

O Museo 2.0 é uma versão melhorada da criada e lançada em 2014, estando já a ser implementada em parceiros e clientes como a Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa, o repositório sonoro “Audire” da UMinho, museus do Município de Beja, as Águas do Douro e Paiva e os clientes da versão anterior vão ter o upgrade, desde o Museu da Presidência da República aos museus dos municípios de Ponte de Lima e de Chaves, entre outros.

Sobre a Keep Solutions

A Keep Solutions foi criada em 2008 por um docente e ex-alunos de Informática e Ciências de Computação da UMinho, encontrando-se sediada nas imediações do campus de Gualtar, em Braga. Desenvolve soluções avançadas para gestão e preservação de informação. O seu software de arquivo Archeevo foi considerado pela Comissão Europeia como o melhor existente no mercado.

Esta jovem empresa tem trabalhado com entidades como a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, o Exército, o Centro Hospitalar Universitário de São João, vários ministérios, universidades e privados, bem como instituições internacionais como o Serviço de Publicações da União Europeia e os Arquivos Nacionais da Suécia e da Estónia. Participou também no desenvolvimento do Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (RCAAP) e do Portal Português de Arquivos (PPA) e aposta continuamente na produção de conhecimento científico, através da participação em projetos de I&D em estreita cooperação com instituições nacionais e internacionais.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS