Sábado, Junho 22, 2024
26.7 C
Braga
AtualidadeRicardo Rio participou na conferência inaugural da Ordem dos Engenheiros

Ricardo Rio participou na conferência inaugural da Ordem dos Engenheiros

© CM Braga

Engenharia e Sustentabilidade foram os temas em debate na conferência inaugural do “Ano OE Energia e Clima”, realizada hoje pela Ordem dos Engenheiros. A sessão, que decorreu no Altice Forum Braga, serviu de mote para discutir a crise energética, as estratégias de desenvolvimento ambientalmente sustentável, assim como a produção e o uso de energia que estão na base da transformação industrial, da inovação e da estrutura económica, a nível mundial.

Ricardo Rio foi um dos convidados da sessão de abertura deste ciclo de conferências e abordou os vários projetos implementados no concelho, nomeadamente na área da mobilidade. O presidente da Câmara Municipal de Braga vincou que a sustentabilidade “é uma das temáticas fulcrais” da atuação da Autarquia, que elaborou o seu relatório de sustentabilidade, um documento estratégico que afirma um conjunto de compromissos que o Município quer valorizar nas suas políticas de concretização da sustentabilidade local. “Temos feito a monitorização numa base regular dos vários indicadores de desenvolvimento sustentável, num diagnóstico que nos permitiu detetar que 65% das nossas emissões são referentes à área da mobilidade”, referiu.

Como explicou Ricardo Rio, de acordo com os dados do Eurobarómetro de 2020, Braga era uma das cidades europeias onde se verificava maior utilização de viaturas próprias, com mais de 60% dos cidadãos a utilizar este meio de transporte. A frota dos transportes públicos era “bastante envelhecida” com uma idade média das viaturas acima dos 17 anos, com abastecimento a combustível fóssil. Por isso, continuou, “nestes últimos anos desenvolvemos um conjunto de ações para promover a descarbonização na área da mobilidade através do incentivo à utilização do transporte público – com um investimento considerável na renovação da frota, onde 40% das viaturas são elétricas ou a gás natural -, e temos vindo a estimular a sociedade civil para que sejam parceiros neste esforço de descarbonização através do Pacto de Mobilidade Empresarial de Braga, que conta já com o envolvimento de mais de 40 empresas e instituições mais relevantes do concelho”.

Lembrando ainda iniciativas como a instalação de painéis solares em todos os edifícios municipais, o programa de combate à pobreza energética que apoia famílias com menos recursos económicos a melhorar as condições de climatização dos seus edifícios, Ricardo Rio deixou o desafio aos engenheiros para que centrem as suas atenções no projeto ‘Baterias 2030’, que resulta de uma parceria entre o Município, o INL – Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia, a Universidade do Minho e o grupo DST, entre muitos outros Centros de Investigação, Universidades e empresas, para estudar em contexto de laboratório urbano novas formas de produção, de armazenamento e de gestão sustentável de energia. “A sustentabilidade só será alcançada com inovação e geração de conhecimento disruptivo que possa acelerar o processo de transformação”, concluiu.

Além de Ricardo Rio, esta conferência contou também, entre outros, com a intervenção do ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, que participou por videoconferência, do reitor da Universidade do Minho, Rui Vieira de Castro, e do bastonário da Ordem dos Engenheiros, Fernando de Almeida Santos.

As conclusões deste ciclo de conferências serão posteriormente apresentadas em Aveiro, durante as comemorações do Dia Nacional do Engenheiro, que terão lugar em Novembro.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES