Projeto “GoMore” dá a conhecer património cultural de Braga
Terça-feira , Janeiro 26 2021 Periodicidade Diária nº 2708
Principal / Reportagem / Projeto “GoMore” dá a conhecer património cultural de Braga

Projeto “GoMore” dá a conhecer património cultural de Braga

A Associação de Ocupação Constante de Braga lançou o “GoMore”, projeto que visa melhorar a experiência turística de todos os que queiram conhecer a cidade. Através do dispositivo gratuito SWIP, os bracarenses podem aprofundar o património cultural, conhecendo 25 pontos relevantes da cidade.

A este projeto juntou-se uma voluntária da Polónia através do programa Erasmus+, que vai ajudar no levantamento de mais monumentos para integrar nos dispositivos.

O projeto “GoMore” foi também promovido pela União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade e resulta de uma candidatura ao Turismo de Portugal.

Para Luís Pedroso, presidente da União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade, este projeto tem muita potencialidade, não só para o Turismo acessível, mas também adaptável para outras situações. “Infelizmente com a pandemia houve algum abrandamento do Turismo e da Economia, mas este projeto tem muita potencialidade e poderá promover a nossa gastronomia, restaurantes, bares. Poderá ser outra ferramenta que contribua para que Braga seja um ponto atrativo e é por isso que nós estamos aqui e pomos este projeto à disposição de quem esteja interessado, porque nós quisemos dar o pontapé de saída com a ferramenta que pode ser utilizada por todos e promover a cidade, que no fundo é o que nos interessa”, realçou o autarca.

Raquel Macedo, coordenadora de projetos da ADOC, informou que o “GoMore” é para toda a população, não só para pessoas com mobilidade reduzida, mas também estrangeiros e bracarenses. “São 25 pontos turísticos que as pessoas podem conhecer. Cada um utiliza um dispositivo e chamo a atenção de que este é desinfetado com álcool, mas os auriculares têm de ser pessoais”, explicou a coordenadora.

Atualmente a ADOC conta com a participação de voluntários do programa Erasmus+, que auxiliam no desenvolvimento do projeto. “Para mim este projeto é muito interessante porque está ligado ao Turismo para promover outros países, culturas e cidades. Quando regressarmos à normalidade, será muito interessante trazer os turistas e mostrar-lhes como a cidade é agradável e falar-lhes de cultura de Braga. Neste momento estou a fazer o levantamento de outros pontos turísticos da cidade e estou a promover a cidade na Polónia, através da Internet, para trazer turistas polacos a Braga”, disse Daria Ogon, voluntária do Erasmus+.

O projeto GoMore é pioneiro em Portugal e foi primeiramente adaptado para pessoas com necessidades específicas, estando agora disponível para a comunidade em geral.

Os dispositivos, disponíveis português, inglês e espanhol, podem ser adquiridos no Posto de Turismo e na sede da ADOC.