Câmara de Vizela vai apoiar empresários do comércio e restauração
Terça-feira , Janeiro 26 2021 Periodicidade Diária nº 2708
Principal / Região / Vizela / Câmara de Vizela vai apoiar empresários do comércio e restauração

Câmara de Vizela vai apoiar empresários do comércio e restauração

CM Vizela

Face à evolução da situação epidemiológica da Covid-19 no país e com o novo confinamento que entra em vigor a partir da meia-noite, o Município de Vizela vai continuar a apoiar o comércio e restauração do concelho.

Victor Hugo Salgado, presidente da Câmara Municipal de Vizela, reuniu hoje com o Presidente da ACIV, para apresentar as medidas de apoio ao comércio e restauração, como forma de minimizar a quebra de receitas provocada pelo encerramento destes estabelecimentos.

Assim, a Câmara Municipal vai atribuir um apoio económico aos comerciantes de Vizela correspondente a 100% do valor das despesas referentes ao fornecimento de água e eletricidade, assim como a tarifa de disponibilidade do serviço de gestão de resíduos dos estabelecimentos comerciais que se encontrem encerrados e com atividade suspensa.

Relativamente à restauração, a Autarquia vai atribuir um apoio aos estabelecimentos comerciais de restauração e bebidas, que corresponde a 50% do valor das despesas referentes ao fornecimento de água e eletricidade, assim como a tarifa de disponibilidade do serviço de gestão de resíduos, de modo a minimizar as respetivas perdas.

A Câmara Municipal vai também fazer uma nova distribuição de caixas de cartão aos estabelecimentos comerciais de restauração e bebidas que funcionem em regime de take away ou entrega ao domicilio.

De relembrar que o concelho de Vizela tem cerca de 60 estabelecimentos de restauração, representando um setor com uma importância social e económica de enorme relevância para o concelho, sendo que estas medida pretende potenciar a dinamização da economia local, minorando os efeitos destas medidas restritivas.

A Câmara Municipal está também a criar uma plataforma online para promover e apoiar o comércio e restauração local, que irá permitir aos cidadãos o acesso a bens essenciais de forma rápida e segura, ao mesmo tempo que ajuda os comerciantes locais a reinventar os seus modelos de negócios face à situação epidemiológica da Covid-19.