Sábado, Abril 13, 2024
23.4 C
Braga
DesportoAtletismoPortugal marca presença nos Mundiais de Pista Coberta

Portugal marca presença nos Mundiais de Pista Coberta

© Federação Portuguesa de Atletismo

Portugal apresenta 17 atletas a competir em Glasgow, nos Campeonatos Mundiais de Pista Curta, que se realizam entre sexta-feira e domingo. Com este número de representantes, embora dez deles façam parte das equipas de estafetas de 4×400 metros, Portugal iguala o número máximo de presença portuguesa, que foi obtido em 2001, quando Portugal organizou esta competição.

Há outras nações com maior número de atletas presentes nestes Mundiais, como os Estados Unidos (71 atletas, 37 masculinos e 34 femininos), ou a nação anfitriã, a Grã-Bretanha, com 25 (7 + 18). Com 20 ou mais atletas estão Bélgica (24), Polónia (24), Chéquia (23), Jamaica (23), Países Baixos (22), Itália (21), Espanha (21) e Brasil (20).

Em termos individuais, Portugal tem uma equipa com quatro recordistas nacionais, dois deles com marcas superadas já esta época: Isaac Nader (Benfica), que correu os 1500 metros em 3m34s23” (e já tem marca de qualificação para os Jogos Olímpicos de Paris’2024), e Cátia Azevedo (Sporting), que melhorou três vezes o recorde de Portugal, colocando-o em 52,43 segundos. Os outros dois recordistas são João Coelho (Sporting), que no ano passado colocou o recorde dos 400 metros em 46,51 segundos (e esta época já correu em 46,52 s), também ele com marca de qualificação direta para Paris’2024, e Lorene Bazolo (Sporting), que é corecordista nos 60 metros (com Arialis Martinez), com a marca de 7,17 segundos, obtida em 2021.

Dos atletas presentes em Glasgow, seis deles já estiveram no Mundial de Belgrado’2022. Comecemos pelos que estiveram presentes nas finais. Entre eles, Tiago Pereira (Sporting), no triplo-salto, foi quem ficou melhor classificado, em 9º lugar. Tendo já saltado acima de 17 metros, a oportunidade para uma melhor classificação na final direta está em “cima da mesa”.

Já Isaac Nader, que também já competiu em dois europeus de pista curta, em 1500 metros, foi então 10º classificado e agora almeja chegar de novo à final, embora a concorrência até seja mais apertada.

Apresentando agora um melhor início de temporada, Jessica Inchude (Sporting), que foi 12ª em Belgrado no lançamento do peso, apresenta-se agora em condições para subir na classificação, e até contará, competitivamente, com outra portuguesa, Eliana Bandeira (Benfica), nessa final direta.

Deixamos agora a oportunidade para as mais experientes. Lorene Bazolo (Sporting), oitava classificada na qualificação dos 60 metros em Belgrado, conta já com duas participações em Mundiais (foi 6ª na qualificação em 2018) e tem feito um bom início de época e tentará acesso às meias-finais, tendo ainda a companhia da sua colega de equipa e de treino, Rosalina Santos, que foi 7ª na qualificação em Belgrado.

Finalmente, Cátia Azevedo (Sporting), que já participou em dois mundiais (o melhor em Belgrado), tentará também chegar às meias-finais dos 400 metros, numa disciplina que conheceu grande evolução e até mesmo a neerlandesa Femke Bol superou o recorde mundial com uma corrida abaixo dos 50 segundos.

Entre os estreantes, destaque para Salomé Afonso (Individual), que competirá nos 1500 metros, tendo conseguido um excelente recorde pessoal na distância.

Quanto aos outros elementos da comitiva, selecionados para as estafetas de 4×400 metros, apenas Ricardo dos Santos (Benfica) já tem alguma experiência internacional a este nível. Para Ericsson Tavares (Benfica), Omar Elkhatib e Duarte Fernandes (ambos Sporting), em masculinos; Vera Barbosa e Carina Pereira (Sporting) e Fatoumata Diallo (Benfica), em femininos, será uma estreia.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES