Domingo, Maio 26, 2024
21.1 C
Braga
AtualidadePolíticaPaulo Lopes Silva é candidato à liderança do Partido Socialista em Guimarães

Paulo Lopes Silva é candidato à liderança do Partido Socialista em Guimarães

O candidato destacou a “necessidade urgente de união e renovação” dentro do partido.

© Paulo Lopes Silva

Paulo Lopes Silva apresentou oficialmente a sua candidatura à liderança do Partido Socialista em Guimarães, destacando a “necessidade urgente de união e renovação” dentro do partido, comprometendo-se a manter “os pés e a cabeça em Guimarães”.

Com um discurso focado na “coesão interna e na orientação para os interesses dos cidadãos vimaranenses”, Paulo Lopes Silva delineou a sua visão para o futuro do PS de Guimarães e de todo o concelho, que passa “por ter uma representação adequada no contexto regional e nacional”, expressando a sua determinação em garantir que Guimarães seja “reconhecido e respeitado em todos os níveis de governação”.

Perante os “tempos desafiantes na política local e nacional”, Paulo Lopes Silva enfatizou a importância de “unir o partido e renovar o compromisso com os vimaranenses”, recordando o dia da primeira reunião de Câmara Municipal do atual mandato, em que o executivo foi “confrontado com o anúncio de uma candidatura à estrutura concelhia que se propunha a preparar no imediato 2025”.

“Como podíamos começar a preparar 2025, no primeiro dia de quatro anos para concretizar o programa eleitoral que tinha acabado de ser sufragado por reforçada maioria?”, questionou o candidato.

Para a construção do projeto, Paulo Lopes Silva pretende “retomar as Jornadas Parlamentares da Assembleia Municipal, abandonadas pela atual concelhia, com todos os eleitos”. Propõe-se a “concretizar um Plenário de Militantes por ano, como boa prática de auscultação e construção” e trabalhar, em “grande proximidade” com a Juventude Socialista e o Departamento das Mulheres Socialistas – ID, “respeitando a sua autonomia” e oferecendo “maior centralidade à sua ação” para chegar aos mais jovens e aprofundar as políticas de igualdade.

Conjuntamente com José João Torrinha, coordenador da moção, Paulo Lopes Silva pretende organizar o Fórum sobre o Futuro, em setembro deste ano, com militantes, simpatizantes e independentes, para “refletir, de forma aberta, sobre o futuro do partido e aproximar o partido à sociedade e chegar àqueles a quem não temos chegado”.

Após as eleições, Paulo Lopes Silva pretende “iniciar o trabalho político nas freguesias com princípios transparentes e inclusivos”, propondo que “onde o PS governa, os atuais presidentes de Junta sejam convidados à recandidatura para o próximo mandato”. Já naquelas onde haverá transições impostas pela limitação de mandatos, “os atuais executivos serão ouvidos para tomar a melhor decisão”. Por fim, nas freguesias onde se procura “construir projetos alternativos vencedores”, Paulo Lopes Silva quer reunir os militantes e simpatizantes do PS desses territórios, e “escolher a melhor opção que desse processo possa emanar”. “O objetivo é fazer isto sem olhar a outra lógica que não seja a de apresentar projetos vencedores em todas as 48 freguesias e uniões de freguesias do concelho de Guimarães”, disse.

“São quatro as áreas-chave consideradas fundamentais para o desenvolvimento sustentável do concelho: a inovação, habitação, mobilidade e internacionalização”, disse Paulo Lopes Silva, centrando a sua atuação “para fortalecer o PS Guimarães, unir os seus membros em torno de um objetivo comum e renovar o compromisso do partido com a comunidade”.

Na sessão estiveram presentes o antigo presidente da Câmara Municipal, Manuel Ferreira, os antigos presidentes da Assembleia Municipal, Händel de Oliveira, José  Lopes e António Mota-Prego, os antigos vereadores António Castro e César Machado, as vereadoras Sofia Ferreira e Paula Oliveira, Armindo Costa e Silva, Miguel Oliveira, o vice-presidente da Juventude Socialista, Rui Almeida, e os presidentes de junta da União de freguesias de Tabuadelo e São Faustino, de Souto São Salvador e Souto Santa Maria, de  Serzedo e Calvos, de  Prazins e Corvite, de  Candoso São Tiago e Mascotelos, Urgezes, Serzedelo, Ronfe, Polvoreira, Pinheiro, Moreira de Cónegos, Mesão Frio, Infantas, Lordelo, Gondar e Brito.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES