Segunda-feira, Setembro 27, 2021
18.3 C
Braga
InícioDesportoParalímpicos: 5 diplomas e 2 acessos a semi finais marcam dia em...

Paralímpicos: 5 diplomas e 2 acessos a semi finais marcam dia em Tóquio

© CPP/Carlos Alberto Matos

O décimo dia de competição dos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 confirmou o apuramento português para duas semi finais de boccia a disputar no dia de amanhã, 4 de setembro, no Centro de Ginástica Ariake. A conquista de mais cinco diplomas paralímpicos também foi destaque no antepenúltimo dia competitivo em Tóquio 2020.

As vertentes coletivas da modalidade de boccia estiveram em bom plano com a equipa BC1/BC2 composta por André Ramos, Abílio Valente, Cristina Gonçalves e Nelson Fernandes a vencer a Coreia do Sul por 6-4 na última jornada da fase de grupos e a garantir assim o acesso à semifinal a disputar este sábado às 1:30 contra a China. À mesma hora, no Centro de Ginástica Ariake, o par BC4 constituído por Carla Oliveira, Manuel Cruz e Pedro Clara defronta Hong Kong também na semifinal, depois de ter superado a fase de grupos com uma vitória no derradeiro jogo sobre o Reino Unido por 3-1. Pouco mais tarde, Norberto Mourão regressa à Pista de Canoagem Sea Forest para discutir a final dos 200m VL2 de canoagem a partir das 3:12.

Já nas últimas horas da jornada competitiva de hoje no Estádio Nacional de Tóquio, João Correia e Hélder Mestre conquistaram dois diplomas paralímpicos ao classificarem-se em 6.º e 7.º lugares, respetivamente, nos 100m T51 de atletismo com as marcas de 24.37 e 24.73 segundos. Ana Filipe concluiu o salto em comprimento T20 na 6.ª posição com 5.16 metros e também assegurou o diploma paralímpico numa prova em que Cláudia Santos foi 9.ª classificada com 4.89 metros.

“Estou muito feliz, podia ter feito melhor marca mas dei o meu melhor e sei que um diploma paralímpico só está ao alcance dos melhores do mundo. Saio de Tóquio feliz e orgulhosa”, afirmou Ana Filipe.

Beatriz Monteiro, em singulares SU5 de badminton, foi vencida pela japonesa Akiko Sugino por 2-0 (21-5; 21-12) nos quartos de final de singulares SU5 depois de ultrapassar a fase de grupos com duas vitórias em três jogos e também regressa a Portugal com um diploma na sua estreia paralímpica aos 15 anos.

O quinto diploma português do dia foi conquistado por Alex Santos na Pista de Canoagem Sea Forest. O português de 39 anos conquistou o 5.º lugar na final dos 200m KL1 de canoagem com o tempo de 52.507 segundos, cerca de uma hora depois de superar as semifinais também com a 5.ª melhor marca.

Também no dia de hoje houve portugueses em competição no Centro Aquático de Tóquio. Diogo Cancela nadou as eliminatórias dos 100m mariposa S8 com o tempo de 1:05.69 minutos e estabeleceu novo recorde nacional, ficando a apenas 14 centésimos da passagem à final. Marco Meneses disputou os 100m mariposa S11 também com recorde nacional pelo tempo de 1:21.25 minutos que lhe valeu o 12.º lugar nas eliminatórias. Daniel Videira foi o outro nadador em prova e classificou-se no 14.º lugar das eliminatórias dos 100m costas S6 com 1:25.66 minutos.

No Estádio Nacional de Tóquio decorreu igualmente nas primeiras horas da manhã japonesa a prova dos 1500m T20 também com participação lusa. Cristiano Pereira e Sandro Baessa terminaram no 11.º e 12.º lugares, respetivamente, com os tempos de 4:05.10 e 4:05.50 minutos.

Na modalidade de boccia competiu também o par BC3 composto por Avelino Rocha, Ana Sofia Costa e José Carlos Macedo que após as derrotas com a Austrália por 4-3 e com o Japão por 7-0 terminou a sua participação em Tóquio 2020.

Portugal soma até ao momento nestes Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 uma medalha de bronze, 18 diplomas e 8 recordes nacionais.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS