Nova Arcada e Palácio do Raio vencem ‘Óscares do Imobiliário’
Terça-feira , Agosto 4 2020 Periodicidade Diária nº 2533
Principal / Notícias / Nova Arcada e Palácio do Raio vencem ‘Óscares do Imobiliário’

Nova Arcada e Palácio do Raio vencem ‘Óscares do Imobiliário’

O Prémio Nacional do Imobiliário é um concurso anual, organizado pela revista Magazine Imobiliário, que distingue desde 1997 “a qualidade e a inovação da promoção imobiliária”. Os vencedores da edição 2017 foram conhecidos esta segunda-feira, numa gala que decorreu no Palacete do Hotel Tivoli, em Lisboa, onde reuniu cerca de 200 individualidades, empresas e associações do setor imobiliário.

Braga foi distinguida em duas categorias, com o Palácio do Raio a vencer na categoria ‘Prémio Reabilitação’ e o Centro Comercial Nova Arcada na categoria ‘Comércio’.

O Palácio do Raio foi construído em 1752-55 sob desenho de André Soares, destinando-se a servir de habitação à família de João Duarte Faria. Trata-se de um dos exemplares civis mais significativos no contexto da arquitetura barroca bracarense. Sofreu algumas alterações no decorrer do século XIX quando serviu de residência a Miguel José Raio, que acabou por “rebatizar” o edifício. Atualmente é sede do Centro Interpretativo Memórias da Misericórdia de Braga, após ter servido o Hospital de S. Marcos durante mais de um século. De acordo com o júri, a premiação do Palácio do Raio não se limitou apenas à recuperação das características morfológicas, espaciais e artísticas, mas também “à valorização dos espaços verdes, percursos pedonais e um significativo contributo para a imagem urbana do conjunto.”

O Centro Comercial Nova Arcada abriu ao público em março de 2016. No total, possui 109 lojas de diferentes tipologias distribuídas por quatro pisos, das quais 17 lojas são de grande dimensão (com mais de 600 m2). Uma das principais âncoras é a loja IKEA, única na cidade de Braga e a segunda da região Norte. “Com uma arquitectura arrojada e iluminação original, o Nova Arcada é um projeto visionário de forma elíptica. Apresenta fachadas metalizadas num material original, remetendo no seu conjunto para uma estética de inspiração algo futurista.”, refere o júri quanto à premiação do Centro Comercial.

O Prémio Nacional do Imobiliário apurou 21 projetos finalistas nas categorias de comércio, escritórios, habitação, equipamentos coletivos e turismo, a par do prémio de reabilitação urbana.