Sábado, Maio 28, 2022
27.8 C
Braga
InícioPaísO que ter em conta na hora de escolher um Crédito Pessoal...

O que ter em conta na hora de escolher um Crédito Pessoal Rápido?

Com um acesso cada vez mais facilitado ao crédito pessoal, é importante conhecer quais são os parâmetros que deve avaliar antes de assinar o seu contrato.

DR

Ainda que exista sempre um cuidado adicional para manter as economias bem organizadas, é fácil que, mais tarde ou mais cedo, exista algum tipo de derrapagem ou surpresa no seu orçamento mensal.

A verdade é que mesmo que tenha uma poupança de lado, esse montante pode não ser suficiente, ou os seus planos podem não incluir ficar desamparado, sem o seu fundo de emergência.

É neste tipo de situações que pedir um financiamento pode ser uma boa solução, desde que saiba avaliar de forma assertiva, quais as condições que irá contratar para o seu empréstimo.

Nos últimos anos, os pedidos de empréstimos pessoais tiveram uma tendência de crescimento muito forte, sendo que a principal razão que podemos enunciar para esta evolução seja a facilidade que existe nos dias de hoje de efetuar um pedido de financiamento de forma segura e 100% online.

Claro que o desenvolvimento tecnológico e a forma como todos os dados do cliente são processados, são fatores fundamentais para conseguir obter um financiamento adaptado à situação financeira de cada um, garantindo ainda um atendimento completamente personalizado, algo que nem sempre era possível nos pedidos de crédito mais tradicionais.

Deve ter em conta que, só é possível obter um financiamento rápido se optar pela modalidade de crédito pessoal, já que esta é a única solução onde irá conseguir realmente uma maior rapidez, por se tratar duma modalidade de crédito com menos burocracias.

Para além disso, os montantes financiados são por norma reduzidos, o que facilita bastante todo o processo de avaliação do seu perfil financeiro. De facto, existe um limite máximo de financiamento para este tipo de crédito ao consumo, no valor de 75.000€, ao contrário do que acontece com a modalidade de crédito habitação.

Mas será que sabe o que analisar na hora de pedir um crédito pessoal online?

Antes de indicarmos quais os pontos que deve analisar na escolha do seu crédito pessoal rápido, saiba que esta é uma modalidade bastante versátil e como tal, existem várias finalidades que pode escolher de modo a conseguir obter melhores condições de crédito.

Entre estas finalidades podemos encontrar, entre outras, o crédito automóvel, crédito para férias, saúde ou até mesmo formação.

Agora que já conhece algumas das finalidades existentes, vamos ver como pode obter o melhor financiamento online para si, e principalmente para a sua carteira.

1 – Conhecimento é poupança!

O primeiro passo para escolher um bom crédito pessoal é garantir que possui os conhecimentos básicos para que consiga negociar diretamente com as entidades financeiras. A verdade é que a maioria das pessoas que procura por este tipo de solução, não tem qualquer conhecimento na área, e limita-se apenas a olhar para taxa mais baixa, o que nem sempre se reflete num crédito mais barato.

Se este é o seu caso, o melhor mesmo será recorrer à ajuda de profissionais que lidam diariamente com este tipo de processos e conseguem manter boas relações diretamente com a maioria das entidades bancárias.

A melhor forma de recorrer a este tipo de ajuda é através de um intermediário de crédito. Para realizar um pedido de crédito pessoal online de forma totalmente segura, deve verificar se o seu intermediário de crédito se encontra autorizado a operar pelo Banco de Portugal.

2 – Escolha valores realísticos

Independentemente de qual seja o seu objetivo final para o financiamento que está a pensar pedir, é fundamental que não peça mais do que o montante necessário. Isto porque se pedir mais, terá de reembolsar mais juros sobre o montante, o que se irá refletir num Montante Total Imposto ao Consumidor (MTIC) mais elevado, ou seja, num crédito mais caro.

Seja responsável na hora de pedir o seu crédito de modo a conseguir manter uma taxa de esforço baixa. Desta forma terá encargos mensais mais baixos, o que se traduz em mais dinheiro disponível todos os meses. Acredite que se escolher um montante de financiamento adequado, a sua carteira irá certamente agradecer-lhe.

3 – Não deixe de comparar!

O último ponto é talvez o mais importante, isto porque para que consiga escolher o melhor crédito pessoal entre as várias opções, é necessário compará-las e perceber qual a mais vantajosa.

Não olhe apenas às taxas, pois em muitos casos, os maiores custos dos créditos escondem-se nas várias taxas e comissões que possam existir. Uma boa forma de conseguir escolher o melhor crédito é através da análise da TAEG e do MTIC. Isto porque o crédito mais barato será aquele que apresentar a TAEG e o MTIC mais reduzido.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS