Terça-feira, Fevereiro 20, 2024
14.5 C
Braga
InícioAtualidadeNova ponte sobre o Ave vai estar concluída em agosto de 2025

Nova ponte sobre o Ave vai estar concluída em agosto de 2025

© CM Famalicão

Os autarcas de Famalicão, Trofa e Maia reuniram-se esta terça-feira para assinalar “in loco” o arranque da construção do último troço da Variante à Estrada Nacional 14. A empreitada, que envolve a construção de uma nova ponte sobre o rio Ave e cuja responsabilidade é da Infraestruturas de Portugal, deverá estar concluída em agosto do próximo ano e implica um investimento de 12.5 milhões de euros, no âmbito do PRR – Plano de Recuperação e Resiliência.

Acompanhado pelos autarcas da Trofa e da Maia, Sérgio Humberto e António Silva Tiago, respetivamente, Mário Passos enalteceu “a importância desta empreitada que vem encerrar um processo e um tema que tem tanto de importante, como de longo”. “Esta é a peça que faltava para vermos finalmente resolvido um problema de décadas que tantos constrangimentos tem causado a esta região e a este corredor exportador que tanto faz pelo desenvolvimento e crescimento do nosso país”, afirmou o edil famalicense, lembrando que “a solução encontrada resulta da união de esforços entre os três municípios e o estado central”.

Este último troço agora em construção, Mário Passos considera ser “estruturante” para a região, e terá uma extensão de 2,4 quilómetros, com a existência de percursos pedonais e ciclovia.

A nova ponte, com 163 metros de extensão, será construída na zona de Carqueijoso, ligeiramente a Norte do Hospital da Trofa, cerca de 1 quilómetro a montante da atual ponte sobre o Rio Ave na EN14.

“Esta fase, muito concretamente, esta nova ponte é a menina dos olhos de ouro deste conjunto de quatro empreitadas uma vez que acaba por ser o desfecho de todo este longo processo”, referiu Pedro Caetano, responsável da Infraestruturas de Portugal presente no encontro desta manhã.

O responsável assegurou que a IP “tudo fará para que se cumpra com o calendário estabelecido”, lembrando “todo um conjunto de trabalhos que serão desenvolvidos do ponto de vista ambiental junto à ribeira de Ferreiros, nomeadamente com a requalificação e estabilização das margens e a criação de percursos pedonais e bacias de retenção para os períodos de cheia”.

A empreitada foi adjudicada à construtora famalicense Gabriel Couto e será desenvolvida no âmbito do PRR – Plano de Recuperação e Resiliência, financiado pela União Europeia.

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES