Quarta-feira, Agosto 10, 2022
26 C
Braga
InícioBragaMosteiro de Tibães em Braga estreia-se como palco do Vaudeville Rendez-Vous

Mosteiro de Tibães em Braga estreia-se como palco do Vaudeville Rendez-Vous

© Courneuve

“KINSKI – roi de rats” é o espetáculo de circo contemporâneo de Rui Paixão, Holy Clowns, que vai estrear no Mosteiro de Tibães, em Braga, na rota dos palcos do Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous. O espetáculo que conta a história de Kinski, um ator problemático e sem emprego que se vê na circunstância de ter de vender dentes de vampiro para sobreviver, decorre no sábado, 23 de julho, pelas 11:00.

A oitava edição do Vaudeville Rendez-Vous arranca já na próxima semana, nas cidades do Quadrilátero Cultural de Barcelos, Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão, com 11 espetáculos – cinco estreias nacionais, duas coproduções e sete espetáculos internacionais.

A programação em Braga inicia com as oficinas de criação, dirigidas ao público mais jovem, nos dias 18, 19, 20 e 21 de julho, nos Claustros da Rua do Castelo, entre as 14:30 e as 18:30.

No dia 21, pelas 19:00, no Largo São João Souto, a Companhia “Quando Sais à Rua” apresenta “Vinil”, um intérprete em cena, um disco de vinil gigante de 4 metros de diâmetro como palco, vários gira-discos que tanto servem para tocar vinis como servem para manipular objetos de malabarismo, e o uso de sequências mecânicas rotativas com o propósito de criar novas formas coreográficas que se transformam em pura arte visual.

Pelas 22:00, começa o espetáculo “Kilometer 97.1 – juggled road-trip”, uma estreia nacional pela companhia francesa Collectif Protocole. Trata-se de um espetáculo de percurso onde os malabaristas vão absorver as paisagens, os encontros, o alcatrão e a areia, os rostos e o tempo passado a caminhar ao longo das estradas secundárias.

Outra estreia nacional é “The Frame”, no dia 22, pelas 19:00, que a partir da Praça Municipal propõe instalar-se diante da dinâmica citadina para a observar, pensar, calcular, designar e partilhar. Trata-se de um espetáculo gratuito, mas sujeito ao levantamento de bilhete.

Pelas 22:00, acontece um dos espetáculos mais aguardados “MDR – mort de riure”, da companhia Los Galindos de Espanha. O espetáculo em estreia nacional tem como ponto de encontro a Rua Dom Gonçalo Pereira, Junto ao Rossio da Sé. Três palhaços enfrentam uma reviravolta inesperada. O que aconteceu? O que é que eles vão fazer? Estará a justiça do seu lado, encontrarão eles uma solução ou serão condenados?

No último dia do Festival, Braga acolhe três espetáculos. Para além de Kinski no Mosteiro de Tibães, destaque para “Do Ferro à Ferrugem”, pelas 19:00, na Praça Municipal. Do ferro à ferrugem evoca melodias e imagens sobre a maturação, envelhecimento e renascimento dos corpos, sobre suas mudanças e memórias, sobre as distorções e adaptações que os dias impõem aos esqueletos vivos e inanimados.

Pelas 22:00, o Rossio da Sé acolhe “Ensemble”, da Companhia francesa Jupon. Quando duas forças opostas se encontram, existe um ponto de equilíbrio delicado, instável e necessário. Um equilíbrio que se ouve tanto a si próprio como aos outros, um equilíbrio precário que requer uma atenção perpétua.

Referência ainda para a Sessão de Pitching que vai decorrer no auditório da Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, no dia 22, pelas 11:00. Aproveitando a presença de programadores nacionais e internacionais, a montra de artistas/trabalhos na área do circo terá este ano uma apresentação em formato de discurso expositivo.

O programa completo pode ser consultado aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS