Mercadona doa 400 toneladas de bens essenciais a instituições sociais portuguesas
Sábado , Agosto 8 2020 Periodicidade Diária nº 2537
Principal / País / Mercadona doa 400 toneladas de bens essenciais a instituições sociais portuguesas

Mercadona doa 400 toneladas de bens essenciais a instituições sociais portuguesas

Doação de leite ao Banco Alimentar de Aveiro

A Mercadona tem vindo a reforçar o seu Plano de Responsabilidade Social durante a situação de crise de saúde causada pela Covid-19. A cadeia de supermercados mantém o seu compromisso com as diversas instituições com as quais colabora e garante a entrega de bens de primeira necessidade, para que as pessoas mais carenciadas apoiadas por essas instituições possam continuar a alimentar-se.

Entre janeiro e junho de 2020, com apenas 12 supermercados em Portugal, a Mercadona doou 400 toneladas de bens essenciais a diversas instituições sociais em Portugal.

Elena Aldana, diretora-geral Internacional de Relações Externas da Mercadona, destaca que “desde que chegámos ao país, o compromisso com a sociedade portuguesa sempre foi uma constante. Agora, nestes momentos mais difíceis pelos que passamos e apenas com 12 lojas abertas no país, reforçámos este compromisso ao aumentar as doações de bens essenciais a diversas instituições sociais que tratam de fazê-los chegar às pessoas mais necessitadas. É com muito orgulho que vimos este esforço refletido num total de 400 toneladas de produtos que, certamente, farão a diferença aos muitos portugueses que se viram afetados pela crise”.

Neste sentido, desde o início do surto de Covid-19, a Mercadona tem mantido contacto regular com as entidades que beneficiam destas doações, com o objetivo de conhecer em primeira mão as suas necessidades, e acompanhar a situação de perto doando bens essenciais.

Entre as entidades às quais doou encontram-se os Bancos Alimentares Contra a Fome de Braga, Porto e de Aveiro (distritos nos quais a Mercadona tem presença), à Cruz Vermelha Portuguesa e à Cáritas Portuguesa, entre outras instituições particulares de solidariedade social nestes distritos.

No mês de junho, além das doações habituais, destaca-se a entrega de 30.000 litros de leite aos Bancos Alimentares de Braga, Porto e Aveiro, e a várias delegações da Cruz Vermelha Portuguesa no norte do país para serem distribuídos pelas famílias que mais necessitam.

Além destas doações, a empresa colabora diretamente a partir das suas 12 lojas com 12 Cantinas Sociais de proximidade. “Trata-se de uma colaboração diária, de segunda a sexta-feira, que consiste na entrega de bens essenciais, que se encontram em ótimas condições para consumo, garantindo sempre a máxima qualidade e segurança alimentar”, acrescenta Elena Aldana.

Em Portugal, quando abre uma nova loja, esta tem já associada uma cantina social local à qual se doarão diariamente produtos. Foi o caso na abertura das novas lojas Mercadona em Aveiro e Santo Tirso, com a Florinhas do Vouga e ASAS – Associação de Solidariedade e Ação Social de Santo Tirso, que puderam começar a beneficiar de doações diárias desde o primeiro dia de funcionamento destas respetivas lojas. O objetivo é alargar esta política à medida que vão abrindo novas lojas, reduzindo assim o desperdício alimentar e contribuindo para melhorar o dia a dia das comunidades onde se insere cada uma das lojas Mercadona em Portugal.

Uma política de ação social sustentável integrada na estratégia de Responsabilidade Social Empresarial da Mercadona

A Mercadona, com o compromisso de partilhar com a Sociedade parte do que dela recebe, desenvolve o Plano de Responsabilidade Social, comentado anteriormente, que aborda o componente social e ético através de diferentes linhas de atuação sustentáveis que reforçam a sua aposta pelo crescimento partilhado. Como parte desta política, a Mercadona colabora com 270 cantinas sociais e mais de 60 bancos alimentares e outras entidades sociais de toda a Espanha e Portugal, às quais doa diariamente e participa em campanhas de recolha de alimentos.

Desde o início do ano, a empresa já doou a todas estas entidades e organizações um total de 7.800 toneladas de alimentos, das quais 400 em Portugal.

Em tempos de crise, o apoio dos nossos leitores é fundamental para garantir que a Braga TV continue a ser um canal de informação de referência na região. Apoie aqui.