Sexta-feira, Setembro 17, 2021
18 C
Braga
InícioBragaMarta Ferreira afirma que Câmara de Braga “não pode votar Fujacal ao...

Marta Ferreira afirma que Câmara de Braga “não pode votar Fujacal ao abandono”

© PS

(Candidata do PS referiu que os moradores procederam à recolha das assinaturas para colocar o assunto em sede de Assembleia Municipal, “mas sem resposta até ao momento”.)

Marta Ferreira, candidata do Partido Socialista à Assembleia de Freguesia de São Lázaro e São João do Souto, considera que a Câmara Municipal de Braga “não pode continuar a votar a Urbanização do Fujacal ao abandono, conforme tem acontecido nos últimos anos”.

A socialista manteve contacto com residentes da urbanização de Braga, no âmbito da sua pré-campanha eleitoral, registando os seus “reparos e debilidades” desta área urbana.

“Entre outras observações dos moradores, registei que não foi reposto ainda o murete no acesso aos prédios da Alameda do Fujacal, demolido pela Câmara Municipal de Braga há cerca de três anos por se encontrar degradado, tendo colocado no seu lugar uma rede provisória”, dá conta Marta Ferreira.

© PS

A candidata socialista considera que “deve ser dada outra atenção a esta zona da freguesia, particularmente a esta situação, pois a rede colocada pela Câmara Municipal encontra-se em mau estado, existindo perigo de queda para os cidadãos que por ali circulam”.

Marta Ferreira lamenta que “nada tenha sido feito após ter levado o assunto a discussão em três sessões da Assembleia de Freguesia, em que foi aprovada uma recomendação apresentada pelo Partido Socialista no sentido da rápida reposição do murete pela Câmara Municipal de Braga”.

De acordo com a candidata, “o Município ainda nem foi capaz de apurar de forma cabal se se trata de domínio público ou privado, tendo, num primeiro momento, tentado imputar a responsabilidade da sua reposição aos moradores”.

Durante a visita da candidata socialista, os moradores da Urbanização do Fujacal reiteraram que se trata de “uma via pública, uma vez que é uma passagem de uso público”, tendo procedido à recolha das assinaturas para colocar o assunto em sede de Assembleia Municipal, “mas sem resposta até ao momento”.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS