Sexta-feira, Julho 19, 2024
29.5 C
Braga
AtualidadeLivro sobre pianista Helena Sá e Costa vai ser apresentado em Braga

Livro sobre pianista Helena Sá e Costa vai ser apresentado em Braga

Esta quarta-feira no Edifício dos Congregados.

DR

O Edifício dos Congregados da Universidade do Minho (UMinho), no centro de Braga, recebe esta quarta-feira, às 17:00, a apresentação do livro “Helena Sá e Costa – Fotobiografia”, sobre esta insigne pianista e compositora portuense.

Os comentários cabem à professora Ana Gabriela Macedo, da Escola de Letras, Artes e Ciências Humanas da UMinho, e ao musicólogo Bruno Caseirão, da biblioteca da Parques de Sintra. Vão estar também presentes Helena Costa Araújo e Henrique Gomes de Araújo, os coordenadores deste livro de 400 páginas, que é editado pela Afrontamento e prefaciado pelo professor Rui Vieira Nery.

A sessão inclui ainda uma atuação dos pianistas Luísa Tender e Luís Pipa, com as peças “Nocturno nº 1” de Chopin, “Segundo andamento da sonata k330” de Mozart e “Rapsódia op. 85” de Scharwenka. A iniciativa tem entrada livre e é organizada pela área de Ciências Musicais do Departamento de Música e pelo Centro de Estudos Humanísticos da UMinho.

Helena Sá e Costa (1913-2006) atuou várias vezes a solo ou em concerto de câmara na cidade de Braga, nomeadamente no Theatro Circo, e pontualmente com a sua irmã violoncelista Madalena Sá e Costa. Nasceu numa época de ouro da vida musical do Porto, sendo neta de Bernardo Valentim Moreira de Sá, fundador do Conservatório de Música do Porto, e filha dos pianistas Luiz Costa e Leonilda Moreira de Sá e Costa. Atuou depois em dezenas de países e colaborou com diversas orquestras, compositores e músicos, como Pablo Casals e Arthur Grumieux.

Recebeu a Medalha de Mérito da Secretaria de Estado da Cultura e da Cidade do Porto e o Prémio Almada, entre outros. No seu obituário, o “Jornal de Letras” afirmou que “a história contemporânea do piano em Portugal pode contar-se através de um nome, Helena Sá e Costa”, e “a crítica internacional reconhece-lhe ‘a compreensão perfeita’ de Bach, Mozart, Beethoven”.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES