Segunda-feira, Abril 22, 2024
14.9 C
Braga
AtualidadePolíticaLIVRE defende estratégia integrada para a mobilidade na cidade de Braga

LIVRE defende estratégia integrada para a mobilidade na cidade de Braga

© LIVRE

Os candidatos do LIVRE para o distrito de Braga reuniram com representantes da associação Braga Ciclável para discutir os problemas da mobilidade na cidade, no distrito e no país.

Na reunião, onde marcaram presença a cabeça de lista, Teresa Mota, e Luís Lisboa, segundo candidato e residente em Guimarães, o LIVRE afirmou que “foi consensual a necessidade de mudar a situação em que o automóvel predomina e investir no transporte público, com destaque para a ferrovia, e na mobilidade suave”.

“Mário Meireles, presidente da Braga Ciclável, expôs os principais problemas da cidade relativos à mobilidade urbana, lamentando que, apesar de Braga dispor de condições mais favoráveis que muitas cidades europeias que conseguiram crescimento substancial do uso da bicicleta, dos transportes públicos e das deslocações a pé, a cidade minhota mantenha um design urbano hostil a esses modos de deslocação, falhando assim nos incentivos infra-estruturais necessários à transição para um outro paradigma de mobilidade”, refere o LIVRE.

De acordo com o partido, “vários dos pontos de convergência foram identificados como parte quer das recomendações da Braga Ciclável, quer do programa eleitoral do LIVRE, nomeadamente medidas concretas para a mobilidade sustentável”, tendo Teresa Mota destacado “o reforço do passe ferroviário e das ligações ferroviárias entre os centros urbanos, a aposta na segurança rodoviária e na implementação da Visão Zero para erradicar a sinistralidade na estrada, e a expansão dos percursos pedonais e cicláveis numa verdadeira rede que permita um uso quotidiano, seguro e conveniente”.

Teresa Mota insistiu “na importância da mobilidade pedonal como potenciadora da inclusão e coesão social, da saúde pública, do comércio local, e da acessibilidade dos espaços da cidade”. Salientou ainda “os benefícios trazidos pelo uso da bicicleta e dos transportes públicos, especialmente os não movidos a combustíveis fósseis, que, retirados os obstáculos à sua utilização, aumentam a eficácia das deslocações ao mesmo tempo que apostam num modelo de mobilidade mais ecológica”.

A reunião serviu também para preparar uma conversa pública sobre Transportes e Mobilidade, promovida pelo LIVRE, que terá lugar a 27 de fevereiro, às 16:00, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, com a presença de Rui Tavares, co-porta-voz do LIVRE e candidato por Lisboa; Mário Meireles, da Braga Ciclável; e do grupo de Utentes dos Transportes Públicos de Viana do Castelo. 

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES