Quarta-feira, Agosto 10, 2022
22.2 C
Braga
InícioRegiãoAmaresLaranja de Amares e outros produtos locais transformados em opções diferenciadoras para...

Laranja de Amares e outros produtos locais transformados em opções diferenciadoras para consumo

© CM Amares

Novas formas sustentáveis de produzir e conservar a fruta fresca, reduzindo o desperdício e valorizando a produção local, é a aposta de um empresário, oriundo de Braga, que escolheu o concelho de Amares para instalar o seu projeto. Na Quinta D’Aguião, situada em Portela, António Peixoto produz fruta da época, conjugando as excelentes condições climatéricas com o melhor da natureza, para fazer chegar ao consumidor um produto diferenciador e de excelência.

Fruta em Pó, para adicionar a bolos, sobremesas, batidos ou iogurtes e snacks de fruta, como rodelas de laranja desidratada, são alguns dos produtos que resultam da transformação da matéria-prima, através de um processo natural de desidratação da fruta e que prometem um novo impulso à economia local. Das folhas das árvores surgem, ainda, as tisanas para proporcionar uma experiência gustativa única.

Em visita ao local, Manuel Moreira, presidente da Câmara Municipal de Amares, destacou a mais-valia dos produtos locais, a importância da laranja de Amares e da inovação. “Amares é uma terra muito rica, com caraterísticas excelentes para diversas produções agrícolas, nomeadamente a nossa laranja, de caraterísticas tão peculiares. Num mercado competitivo é muito importante a existência de produtos diferenciadores. A inovação permite chegar a novos eixos de mercado e, seguramente, dessa forma a economia mexe. Esta empresa conseguiu criar um produto diferente e de qualidade, numa produção sustentável. É um excelente caminho a seguir”, sublinhou o autarca.

Neste processo de transformação, António Peixoto adianta que é apenas utilizada a exposição solar para produzir produtos naturais, mais saudáveis, sem utilizar aditivos, nem corantes ou conservantes.

“São produtos 100 % naturais, cujo único açúcar que contém é o presente naturalmente na fruta. O processo de desidratação é um processo natural que não tem nenhum processo químico e o produto tem uma durabilidade bastante longa que pode ir até dois anos. Aqui tudo é aproveitado, desde as cascas até à polpa e daí resulta um produto saudável e sustentável”, refere o empresário.

“É uma gama de produtos que tem uma aplicabilidade muito alargada, seja para o pequeno-almoço, sobremesa, ou como aromatizante de uma bebida. A Laranja de Amares é, neste momento, o produto que estamos mais empenhados em trabalhar, mas também trabalhamos com frutos vermelhos, limão, baby kiwi e outras frutas”, disse.

A empresa está a iniciar o processo de criação de uma linha orientada para a restauração e cozinha, com pó de tomate, chuchu e malagueta, por exemplo, que podem ser usados como condimento. António Peixoto acrescenta que estão a trabalhar na criação de uma marca para desencadear todo o processo de marketing e comercialização, mas até lá quem estiver interessado em comprar pode descolar-se até à Quinta d’Aguião, na Rua do Cruzeiro nº 288 | 4720 – 585 Portela Amares.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS