Sexta-feira, Agosto 12, 2022
18.8 C
Braga
InícioBragaInvestimento imobiliário em Braga cresce para alojamento local, hotéis e outros

Investimento imobiliário em Braga cresce para alojamento local, hotéis e outros

© Saiko3 / Freepik

Naquela que é a cidade “mais jovem” do país, o investimento imobiliário para alojamento local, hotéis e outros mostrou-se não só especialmente resiliente durante a pandemia, como até passa por uma fase de forte crescimento.

Esta é a conclusão de um recente estudo do Idealista/data Portugal que, pela voz da responsável Inês Campaniço, afirma que “a oferta dos imóveis em comercialização tem aumentado e os preços médios têm subido, embora tenha havido um ajuste residual na procura devido à pandemia. A evolução desde 2019 é bastante positiva”.

Em termos numéricos, os preços médios totais de venda de imóveis em Braga passou de pouco mais de 190 mil euros em janeiro de 2019 para os 214305 euros em abril de 2021. Já em relação ao preço unitário médio (€/m2), o mesmo passou de cerca de 1000 euros em janeiro de 2019 para 1336 euros em abril de 2021.

A forte capacidade de captação de investimento imobiliário em Braga passa, entre outros fatores, pela maior oferta de habitação, a preços acessíveis, que acabou por chamar para a cidade dos arcebispos muitas famílias jovens, mas também muitos investidores, sobretudo brasileiros, que compraram imóveis e os transformaram em Alojamento Local, hotéis e outros negócios.

Para além disto, Braga atraiu também, nos últimos anos, várias empresas internacionais que fomentaram o emprego, muito dele qualificado, ligado à investigação e ao ensino superior.

Turismo Religioso

Outro aspeto importante a ter em conta prende-se com o crescimento do Turismo Religioso, em especial pelas celebrações da Semana Santa, na Páscoa, pela importância do seu património edificado.

Basta referir que na última Semana Santa antes da pandemia – que aconteceu de 14 a 21 de abril de 2019 – Braga recebeu cerca de 100 mil turistas, que permitiram que os hotéis da cidade e das cidades vizinhas, incluindo o Porto, registassem níveis de ocupação superiores aos 80%.

Alojamento Local

Neste particular, é de louvar o esforço de proprietários e empresas de gestão de alojamentos locais na oferta de mais e melhores experiências aos milhares de turistas que acorrem todos os anos à cidade de Braga.

Esse é o caso da GuestReady, uma start-up internacional de gestão de unidades de alojamento local (AL) em plataformas online que faz a gestão de mais de 200 alojamentos turísticos em Portugal, coloca à disposição dos proprietários um software de gestão de propriedades turísticas que promete optimizar as estadias.

Esforçando-se por garantir que todos os detalhes estão assegurados para que os hóspedes tenham uma ótima experiência durante a sua estadia, as soluções GuestReady “chave-na-mão” ajudam os proprietários a aumentarem a sua renda e a reduzirem a sua carga de trabalho com a gestão do alojamento local em Braga, Aveiro, Porto ou qualquer outra zona do país e outras plataformas de aluguer de curto prazo.

Passam, entre outras coisas, pelo tratamento do anúncio online, fotografia, gestão de preços, comunicação com clientes (24/7), limpeza, lavandaria, produtos de higiene pessoal e check-in dos hóspedes.

Esta proximidade do Porto, que permite aos seus habitantes em Braga moverem-se com facilidade entre as duas maiores cidades do norte do país, é outra dos pontos que ajuda ao crescimento do investimento imobiliário no alojamento local, hotéis e outros, já que os turistas são seduzidos a conhecer as suas principais cidades, com distâncias de carro de cerca de uma hora. É o caso de Braga, Guimarães ou Viana do Castelo.

Bracarenses são os mais satisfeitos com a cidade onde vivem

Todos estes factores acabam, igualmente, por se refletirem na satisfação geral de quem vive na capital do Minho. Segundo um estudo recente da Deco Proteste, que comparou a qualidade de vida em Portugal nesta fase de pandemia – analisando as 10 maiores cidades lusas -, os habitantes de Braga são os que se encontram, em geral, mais satisfeitos com o local onde vivem, a par dos de Viseu e Leiria.

Neste estudo, Braga conquista um conjunto significativo de lugares no pódio de vários indicadores. Assim, Braga, consegue arrecadar vários primeiros lugares: na Educação; Serviços de Saúde; Emprego e Mercado de Trabalho. Surge em segundo lugar na Habitação; Cultura, Desporto e Lazer e em terceiro lugar na Qualidade de Vida e no Custo de Vida.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS