Hospital de Braga acusado de despedir enfermeiros em plena pandemia
Sexta-feira , Dezembro 4 2020 Periodicidade Diária nº 2655
Principal / Braga / Hospital de Braga acusado de despedir enfermeiros em plena pandemia

Hospital de Braga acusado de despedir enfermeiros em plena pandemia

Hospital de Braga

A Ordem dos Enfermeiros (OE) acusou o Hospital de Braga de preparar o despedimento de enfermeiros em plena segunda vaga da pandemia.

Em comunicado, a OE explica que os despedimentos dos profissionais de saúde serão realizados no final deste mês, após terem cumprido dois contratos de 4 meses de trabalho a prazo. Os enfermeiros notificados denunciaram a situação à Ordem dos Enfermeiros, situação que a bastonária considera “uma palhaçada”.

“Em plena segunda vaga da pandemia, com todos os serviços de saúde do país sob pressão e com dificuldades em contratar enfermeiros, como já é admitido pelas próprias autoridades, o Hospital de Braga está a notificar enfermeiros, com contratos de 4 meses, de que irão ser despedidos este mês, de acordo com várias exposições recebidas nas últimas horas na Ordem dos Enfermeiros”, pode ler-se no comunicado.

De acordo com os enfermeiros que contactaram a OE, em causa estão os segundos contratos de 4 meses, iniciados em março.

Ana Rita Cavaco, bastonária da OE afirma que “é uma situação inadmissível, incompreensível e irresponsável, face ao momento que atravessamos”, lamentando a “forma como estes profissionais de saúde, que estão na linha da frente, têm sido tratados em Portugal e que cada vez mais estão a ser procurados para trabalhar noutros países da Europa”.

A bastonária refere que os enfermeiros que serão contratados não serão suficientes para fazer face à pandemia e para prestar o cuidado a milhares de pessoas que viram os seus exames, consultas e cirurgias suspensas.