Homem fechado no Minipreço gravou vídeo para a polícia não o confundir com um ladrão
Sábado , Setembro 26 2020 Periodicidade Diária nº 2586
Principal / Notícias / Homem fechado no Minipreço gravou vídeo para a polícia não o confundir com um ladrão

Homem fechado no Minipreço gravou vídeo para a polícia não o confundir com um ladrão

Captura de ecrã 2017-03-27, às 17.15.09

Ademar Lima, conhecido por ter ficado fechado duas horas no Minipreço em Braga e por ter feito um vídeo no interior do estabelecimento, não pretende culpar os funcionários mas que o seu vídeo seja um alerta para as pessoas não passarem pelo mesmo.

O homem de 62 anos contactou a Braga TV onde contou o ‘pânico’ que viveu durante as horas que esteve fechado. “A minha intenção ao divulgar o vídeo não é apontar culpados e puni-los por este lamentável episódio, mas sim alertar as pessoas.” Ademar Lima referiu que não houve qualquer aviso de voz ou alguém a verificar se ainda existiam clientes no interior do estabelecimento antes de fechar. “Este vídeo é um alerta para que isto não volte a ocorrer com outra pessoa e filmei como defesa caso a polícia chegasse e me confundisse com um ladrão.”, disse.

O turista confessou que desconhecia o horário de funcionamento do Minipreço e referiu que se sentiu envergonhado ao disparar o alarme sempre que se movimentava. “Vivi momentos de terror dentro do supermercado com o alarme a tocar cada vez que me movimentava devido ao frio no interior. As pessoas passavam na rua, ouviam o alarme e viam-me no interior do supermercado como se fosse um ladrão, o que me fez sentir muito mal e envergonhado.”, confessou.

O turista brasileiro disse que contactou os Bombeiros e os Serviços do Minipreço enquanto estava fechado. “Liguei para os bombeiros que me mandaram esperar até o estabelecimento reabrir. Liguei para todos os telefones do supermercado encontrados na internet e ninguém atendeu.”, concluiu.

O Minipreço assumiu as responsabilidades do sucedido e irá abrir um inquérito interno.