Segunda-feira, Maio 17, 2021
10.6 C
Braga
InícioRegiãoGuimarãesGuimarães lança projeto para rastreio e avaliação da saúde mental das crianças

Guimarães lança projeto para rastreio e avaliação da saúde mental das crianças

DR

A Câmara Municipal de Guimarães está a levar a cabo um projeto que permitirá o rastreio e a avaliação de problemas de saúde mental das crianças entre os 3 e os 10 anos a frequentar o ensino pré-escolar e o primeiro ciclo da rede pública do concelho.

O projeto, em parceria com a Associação de Psicologia da Universidade do Minho (APsi-UMinho), o Centro de Investigação em Psicologia da Universidade do Minho (CIPsi) e o ProChild CoLAB, será gratuito para as crianças e famílias que necessitem, sendo disponibilizada uma intervenção psicológica especializada.

Para participar neste projeto é necessário que o encarregado de educação das crianças comece por preencher os questionários disponíveis na plataforma +Cidadania (http://prochildcolab.pt/contra-covid-19/) e seguir os passos indicados.

Adelina Pinto, vereadora da Educação do Município de Guimarães, destaca a importância deste projeto que “procura dar resposta ao expectável aumento de problemas de saúde mental nas crianças durante este período de pandemia, que veio implicar uma profunda alteração dos modos de vida e maior afastamento entre as próprias crianças”.

Através deste processo, pretende-se avaliar e monitorizar, em contexto comunitário, o impacto das medidas de saúde pública em período de pandemia na saúde mental de crianças entre os 3 e os 10 anos, assim como validar a implementação de uma ação comunitária para dar resposta a problemas de saúde mental das crianças em contexto de pandemia.

Apoie o jornalismo.

A Braga TV é um canal de informação independente. Todas as notícias e conteúdos são e continuarão a ser disponibilizados gratuitamente.

Para continuar a oferecer um serviço de informação de referência na região, precisamos do apoio dos nossos leitores para continuar a desempenhar o nosso papel de informar.

Precisamos do seu contributo, caro leitor.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS