Domingo, Setembro 26, 2021
21.7 C
Braga
InícioRegiãoGuimarãesGuimarães inicia amanhã o Plano de Vacinação contra a Covid-19 nas instituições

Guimarães inicia amanhã o Plano de Vacinação contra a Covid-19 nas instituições

DR

O plano de vacinação contra a Covid-19 inicia esta terça-feira em instituições de Guimarães, entre Lares de Idosos, Estruturas Residenciais e Unidades de Cuidados Continuados.

Nos próximos dois dias está previsto a vacinação a utentes e funcionários de 23 instituições, num processo articulado entre a ARS Norte e o ACEs do Alto Ave. Na reunião extraordinária da Comissão Municipal da Proteção Civil, realizada esta segunda-feira, Domingos Bragança, presidente da Câmara, deixou um alerta para a sinalização de pessoas idosas a viverem sós, em situação precária ou sem retaguarda familiar no sentido de puderem ser integradas na fase inicial do plano de vacinação.

“A colaboração dos presidentes das Juntas de Freguesia é essencial no sentido de sinalizar as pessoas que necessitam de apoio, especialmente alimentação e têxteis de agasalho, contando com a nossa Rede Social em articulação com as diferentes Comissões Sociais Inter-Freguesias, para darmos uma resposta célere e em complemento com as Equipas Multidisciplinares”, apontou o autarca.

A reunião serviu para fazer uma análise à situação municipal da Covid-19, perante a nova situação de confinamento que se perspetiva dado o aumento de casos de infeção.

Guimarães está a desenvolver um trabalho de “ampla cooperação” no combate à pandemia, assinalado pelas entidades de saúde e forças de segurança presentes nesta reunião da Proteção Civil.

As Equipas Multidisciplinares (Suporte Comunitário e Escolar) estão a dar o apoio direto no terreno à população, assim como se encontra ativo o Centro de Acolhimento para pessoas sem-abrigo e a Estrutura Municipal de Retaguarda instalada no Seminário do Verbo Divino, que acolheu até à data um total de 140 utentes no apoio ao Hospital de Guimarães e a munícipes sem retaguarda familiar. A Câmara Municipal de Guimarães integra ainda o projeto “Vamos Salvar Portugal”, no sentido de ajudar a autoridade de saúde pública a identificar e interromper de forma mais célere as cadeias de contágio.

“Temos de continuar em alerta máximo para tentar inverter esta situação de aumento de contágios, mantendo as regras básicas de proteção como o uso da máscara, distanciamento social e lavagem frequente das mãos, e evitar qualquer tipo de relaxamento com a chegada da vacina”, salientou Domingos Bragança, admitindo ainda alguma apreensão com o número de casos de infeção na comunidade educativa, aguardando pelas medidas que serão anunciadas esta semana pelo Governo.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS