Quinta-feira, Maio 26, 2022
15.7 C
Braga
InícioRegiãoGuimarães“Guimarães for Peace” parte para a Ucrânia em missão humanitária

“Guimarães for Peace” parte para a Ucrânia em missão humanitária

© CM Guimarães

Chama-se “Guimarães for Peace”, foi criado em virtude da invasão russa da Ucrânia e pretende unir os empresários vimaranenses pela paz mundial. A primeira missão deste movimento inicia já no dia 20 de março, com o intuito de prestar o máximo auxílio possível às vítimas do conflito na Ucrânia.

O primeiro objetivo do movimento “Guimarães for Peace” divide-se em duas partes: entregar ajuda humanitária ao povo ucraniano, essencial para a sobrevivência daqueles que ainda se encontram no país, e trazer refugiados para Portugal, com o intuito de lhes promover condições de segurança e emprego.

Após contactos com associações sociais da Ucrânia e com o apoio da Câmara Municipal de Guimarães, através da Rede de Solidariedade, o grupo de empresários assegurou que todo o processo será tratado de uma forma íntegra, identificando claramente quais os refugiados a transportar e quais são, no momento, as reais necessidades de quem permanece no país.

Diogo Antunes é o coordenador da missão em território nacional e revela que os empresários vimaranenses têm aderido sem pensar duas vezes. “Quando recebi o convite do David Faria, impulsionador do projeto, para coordenar esta missão a partir de Portugal, senti imediatamente que se tratava de um dever cívico da minha parte. É tremendamente meritório um grupo de empresários abdicarem do tempo com a sua família, ou nos seus próprios negócios, para partirem eles próprios em direção a um país distante, com um único objetivo na mente: ajudar quem precisa. Felizmente a adesão tem superado as nossas expetativas”, afirma.

O conjunto de empresários faz-se à estrada e arranca da cidade berço já no domingo. Contudo, em Guimarães, ultimam-se os pormenores para que nada falhe. “Este é um trabalho minucioso, mesmo antes da partida. É fundamental garantir que qualquer refugiado que chegue a Guimarães tenha condições dignas para se implementar na cidade e integrar-se na comunidade”, aponta Diogo Antunes, lembrando que a ajuda de todos “será ainda mais importante e necessária quando os refugiados chegarem ao território vimaranense”.

O movimento “Guimarães for Peace” pretende, no presente e no futuro, ser o elo de ligação entre todos os empresários vimaranenses na promoção da paz mundial e no auxílio a quem mais precisa.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS