Federação Distrital de Braga do PS elegeu novos órgãos
Quinta-feira , Outubro 22 2020 Periodicidade Diária nº 2612
Principal / Braga / Federação Distrital de Braga do PS elegeu novos órgãos

Federação Distrital de Braga do PS elegeu novos órgãos

Após o congresso federativo, a comissão política distrital reuniu, ontem à noite, pela primeira vez, num formato misto, física e remotamente, num total de 70 elementos, dos 81 que o compõe, para eleger a mesa deste órgão, o vice-presidente e o secretariado da federação, órgão executivo da estrutura federativa.

Joaquim Barreto, presidente da Federação Distrital reeleito recentemente, apresentou as propostas para os diferentes órgãos com a seguinte composição: Mesa da Comissão Política Distrital – presidente (Luís Soares- Guimarães) e secretários (Miguel Costa Gomes, Barcelos e Dora Gaspar, de Vizela).

Esta lista foi submetida a votação, em que dos 70 elementos presentes, 56 votaram a favor (80%) 10 brancos e 4 contra. A mesa foi, assim, eleita com 80% dos votos.

Para vice-presidente da Federação foi apresentada Ana Paula Morais, da Concelhia de Braga, e para o secretariado, órgão executivo, foram apresentados Armindo Vilas Boas, Alexandra Gonçalves, Eduarda Lopes, Fernando Moniz, Fernando Basto, Gonçalo Castro, José Miguel Silva (Litra), Marta Coutada, Manuel Nobre, Miguel Pereira, Mónica Fernandes, Nídio Amado, Pedro Sousa, Paulo Folhadela, Palmira Maciel (presidente do Departamento Federativo de Braga das MS – ID), Nélson Felgueiras (presidente da Federação de Braga da JS). Convidados com direito a participação nas reuniões do secretariado e capacidade de voto em caso de substituição de membros efetivos, no respeito pelos estatutos: Anabela Alves, João Paulo Mesquita, Ânia Peixoto, Júlia Costa, João Ribeiro. Convidados só com participação: membros da Mesa da Comissão Política Distrital, presidente da Comissão Federativa de Jurisdição e da Comissão de Fiscalização Económica e Financeira.

Depois de um debate das propostas apresentadas, estas foram aprovadas com cerca de 70% dos votantes.

Posteriormente, foram abordados vários temas tendo em vista recolher contributos para o plano de ação que irá ser apresentado brevemente, com principal enfoque no processo eleitoral autárquico de 2021, e da situação política, económica e social decorrente da pandemia provocada pela Covid-19.