Domingo, Outubro 17, 2021
20 C
Braga
InícioRegiãoVila Nova de FamalicãoFamalicão: Obras de remodelação e ampliação da USF de Requião previstas para...

Famalicão: Obras de remodelação e ampliação da USF de Requião previstas para 2022

© CM Famalicão

A Unidade de Saúde Familiar (USF) Antonina, na freguesia de Requião, Famalicão, será remodelada e ampliada, conforme proposta de abertura de concurso público aprovada no passado dia 16 de setembro, em Reunião de Câmara.

A intervenção do equipamento gerido pela Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte) ficará a cargo da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, tratando-se de um investimento na ordem dos 500 mil euros, que resulta de uma candidatura a fundos comunitários realizada pela entidade municipal para o específico efeito. A obra irá decorrer durante o ano 2022.

A USF Antonina de Requião ocupa, atualmente, um edifício localizado na Alameda do Mosteiro em condições deficitárias, que impossibilitam dar resposta às necessidades atuais. Na proposta de abertura de concurso público, aprovada pelo executivo municipal na referida reunião de câmara, está prevista a melhoria das condições infraestruturais, a aquisição de novos equipamentos, assim como, a expansão da unidade de cuidados de saúde primários, que passará a ocupar os dois pisos do edifício atual.

A requalificação da USF de Requião vem no seguimento de um acordo de colaboração realizado entre a ARS Norte e a Câmara Municipal, onde está prevista “a cooperação técnica”, entre as referidas entidades, para a concretização de “obras de requalificação e aquisição de equipamentos para a Unidade de Saúde Antonina (em Requião)”, poderá ler-se no protocolo assinado em março deste ano.

A seleção da USF Antonina para a intervenção em causa, resultou de um mapeamento das unidades de saúde, realizado pela ARS Norte, que permitiu deliberar que se trata de uma USF com necessidades prioritárias e elegível para aplicação de fundos comunitários. Já no que refere ao apetrechamento precisado, este teve como base os pareceres da Assessoria para os Cuidados de Saúde Primários (ASCP), da Equipa Regional de Acompanhamento (ERA) e da Área Funcional para os Cuidados Continuados e Integrados (AFCCI) em função dos programas de saúde implementados no local.

Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal de Famalicão, destacou “o caráter de complementaridade das entidades envolvidas”. “A ARS Norte não se pode candidatar ao financiamento, quem pode candidatar-se é a Câmara Municipal” explica o autarca, “juntando as duas entidades, temos a definição da prioridade, feita pela ARS Norte, e temos o financiamento que é elegível, feito pelo Município”. O edil salientou, de igual modo, que “há outras intervenções em Unidades de Saúde que precisamos fazer”, nomeadamente, em Joane e no centro da cidade.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS