Famalicão instala sistema de deteção de perdas de água
Quarta-feira , Outubro 21 2020 Periodicidade Diária nº 2611
Principal / Região / Famalicão / Famalicão instala sistema de deteção de perdas de água

Famalicão instala sistema de deteção de perdas de água

Até meados de abril, o Município de Famalicão deverá concluir a colocação de 80 equipamentos de medição e controle do caudal e da pressão da água pública em vários locais do concelho.

As intervenções têm como objetivo a redução significativa das perdas de água no sistema de abastecimento, contribuindo para uma maior eficiência ambiental e económica do Município, mas também para uma maior qualidade de vida dos munícipes. A médio e longo prazo, a medida permitirá aos cofres do município de Famalicão poupanças na ordem do meio milhão de euros anuais.

Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, visitou uma Zona de Monitorização e Controle, localizada na freguesia de Pedome, e apontou os benefícios deste investimento municipal. “Esta intervenção simboliza a maturidade das políticas públicas ao nível ambiental e particularmente ao nível da rede de distribuição de água”, referiu, salientando que “apesar da rede ainda não estar concluída, é preciso dar este passo para que o nosso concelho integre o pelotão da frente daqueles que em Portugal, na Europa e no Mundo mais se preocupam com as questões ambientais”.

“Sabemos que a água potável é um bem escasso e precioso que importa a todos nós cuidar dele. E estamos aqui a dar um contributo para que haja poupança de água, para que não haja perdas, para que aquilo que é recolhido nas albufeiras chegue à torneira dos nossos cidadãos”, sublinhou Paulo Cunha.

“Queremos que todos os famalicenses tenham água e água de qualidade, como tem acontecido. Por outro lado, queremos que tenham o menor custo possível. E o que estamos a fazer é também um investimento que no médio e longo prazo significará uma redução do custo da água para os nossos cidadãos”, adiantou.

Por sua vez, Pedro Sena, vereador do Ambiente, explicou que o Município está “a criar uma série de zonas de medição e controle por todo o concelho e essas zonas vão permitir quantificar a todo o momento quer a quantidade de água que passa em determinado espaço, quer a pressão que a rede tem a cada segundo. Assim, ao conseguirmos controlar a pressão e os caudais conseguimos aperceber-nos mais rapidamente das anormalidades o que nos permite atuar de forma eficaz poupando água e dinheiro”.

Refira-se que as novas medidas implementadas pelo Município implicam um investimento total de cerca de um milhão de euros, sendo comparticipadas através do POSEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e eficiência no Uso de Recursos) com 557 mil euros.

Recorde-se que o nível de perdas globais no Sistema de Abastecimento de Água de Vila Nova de Famalicão foi, em 2017, de 34.6 %, sendo que, na origem das mesmas, poderão ter estado, entre outros fatores, perdas em condutas, reservatórios, ramais, bem como perdas associadas a medições deficitárias em contadores, ou ligações ilegais, por exemplo.

Com a implementação das medidas propostas na candidatura, prevê-se reduzir o nível de perdas reais para os 20 por cento, correspondendo a uma poupança de 871.467 m3/ano.