Estado de Emergência: Recolher obrigatório à noite e fins de semana nos concelhos de risco
Sexta-feira , Dezembro 4 2020 Periodicidade Diária nº 2655
Principal / País / Estado de Emergência: Recolher obrigatório à noite e fins de semana nos concelhos de risco

Estado de Emergência: Recolher obrigatório à noite e fins de semana nos concelhos de risco

DR

O primeiro-ministro António Costa anunciou as medidas para o Estado de Emergência, que entra em vigor a partir de segunda-feira, 9 de novembro, até dia 23. Uma das principais medidas é o recolher obrigatório nos concelhos de risco das 23h00 às 5h00 e, aos fins de semana, das 13h00 às 5h00.

O Conselho de Ministros reuniu-se este sábado para definir as medidas que vão vigorar neste período. “Temos mais de 6 mil novos casos por dia, o que significa que as medidas adotadas desde outubro não têm sido suficientes para controlar o crescimento da pandemia”, informou o primeiro-ministro.

Medidas do Estado de Emergência

Controlo de temperatura corporal no acesso a locais de trabalho, estabelecimentos de ensino, meios de transporte, espaços comerciais, culturais e desportivos.

Realização de testes de diagnóstico nos estabelecimentos de saúde, lares, estabelecimentos de ensino, entrada e saída de território continental, por via aérea ou marítima e estabelecimentos prisionais.

Utilização de estabelecimentos de saúde dos setores privado e social.

Mobilização de recursos humanos para reforço da capacidade de rastreio para trabalhadores em isolamento profilático, trabalhadores de grupos de risco, professores sem componente letiva e militares das Forças Armadas.

Nos concelhos considerados de risco mais elevado de contágio haverá medidas mais restritivas com o recolher obrigatório nos dias úteis das 23h00 às 5h00 e, aos fins de semana, das 13h00 às 5h00.

Também nos próximos dois fins de semana, o comércio terá de fechar a partir das 13h00. Os restaurantes só poderão funcionar em regime take away e entrega de refeições ao domicílio, sendo que o take away só poderá estar disponível até às 13h00.

Amares, Braga, Barcelos, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Esposende, Fafe, Guimarães, Póvoa de Lanhoso, Famalicão, Vila Verde e Vizela são os concelhos do distrito que apresentam alto risco da Covid-19.