Terça-feira, Novembro 29, 2022
9.5 C
Braga
InícioRegiãoEsposendeEsposende cria Rede Municipal de Psicologia em ordem à saúde mental

Esposende cria Rede Municipal de Psicologia em ordem à saúde mental

© CM Esposende

A Câmara Municipal de Esposende formalizou hoje a criação da Rede Municipal de Psicologia e assinou com a Ordem dos Psicólogos Portugueses um protocolo de colaboração institucional, reforçando, assim, as respostas do Município no apoio à saúde mental da população do concelho.

Como forma de assinalar o Dia Mundial da Saúde Mental que se comemorou a 10 de outubro, sob o lema “Fazer da saúde mental e do bem-estar para todos uma prioridade mundial”, o Município promoveu, esta tarde, no Fórum Municipal Rodrigues Sampaio, o 1.º Encontro Municipal de Saúde Mental. Num primeiro momento, houve lugar a duas comunicações, nomeadamente “As autarquias e a Literacia em Saúde Psicológica”, pelo Presidente da Delegação Regional do Norte da Ordem dos Psicólogos, Eduardo Carqueja, e “Resignificar a perda: conceptualizar e intervir no luto”, tema explanado pela psicóloga clínica Sofia Andrade.

Posteriormente, teve lugar a apresentação pública da Rede Municipal de Psicologia de Esposende, através da assinatura da Carta de Compromisso pelas entidades que integram esta Rede e que estiveram presentes na sessão, sendo que as restantes assinarão posteriormente. Assim, este trabalho em parceria, de fomento de sinergias, será desenvolvido pelo ACES Cávado III Barcelos-Esposende, Agrupamentos de Escolas António Correia de Oliveira e António Rodrigues Sampaio, ACICE – Associação Comercial e Industrial do Concelho de Esposende, APPACDM – Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental, ASCRA – Associação Social Cultural e Recreativa de Apúlia, Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Esposende, Centro Social do Centro de Intervenção Cultural e Social (CICS) de Palmeira de Faro, Centro Social da Juventude Unida de Marinhas (JUM), Escola Secundária Henrique Medina, Escola Profissional de Esposende, Associação Esposende Solidário, GASC – Grupo de Ação Social Cristã, Hospital de Santa Maria Maior – Barcelos, Santas Casas da Misericórdia de Esposende e de Barcelos e Município de Esposende.

Seguiu-se a assinatura do protocolo entre o Município de Esposende e a Ordem dos Psicólogos Portugueses, o qual prevê a colaboração na sensibilização e importância da intervenção dos psicólogos no concelho de Esposende, na promoção da literacia em saúde psicológica e bem-estar da população e na organização de eventos conjuntos. A representar a Câmara Municipal esteve a Vice-presidente, que detém os pelouros da Coesão Social e da Saúde, Alexandra Roeger, que salientou a importância destas parcerias hoje formalizadas, “pela mais-valia que representam na área da saúde mental, por via da criação de sinergias e partilha de experiências, com vista ao desenvolvimento de um maior e melhor trabalho”.

Alexandra Roeger realçou, de resto, o amplo trabalho que o Município vem desenvolvendo localmente no plano da saúde mental, dando nota das várias respostas existentes, abrangendo desde a infância aos mais velhos, entre as quais o Espaço PsIntegrar, que foi apresentado neste 1.º Encontro Municipal de Saúde Mental e que se constitui como uma resposta específica para adultos residentes em Esposende e que estejam a vivenciar situações de luto complicado, luto prolongado, trauma, bem como para pessoas vítimas de situações de emergência ou catástrofe.

Sublinhando que a saúde mental deve estar no centro das preocupações de qualquer entidade ou empresa, a Vice-presidente da autarquia referiu que o Município de esposende, considerando o contexto de pandemia e os seus efeitos, disponibiliza apoio psicológico aos seus trabalhadores. A propósito, lançou o repto a todas as instituições e entidades para criarem respostas a este nível, numa perspetiva de garantir a saúde mental dos seus colaboradores, pois para além da dimensão da pessoa e da sua saúde, existe também uma componente muito relevante ao nível económico, a assegurar com a melhoria da motivação e da produtividade das equipas de trabalho.

Na sua intervenção, o pesidente da Delegação Regional do Norte da Ordem dos Psicólogos, Eduardo Carqueja, enalteceu a postura e a iniciativa do Município de Esposende em tornar ainda mais eficaz o apoio que tem vindo a prestar ao nível da saúde mental. Neste contexto, expressou a disponibilidade da Ordem dos Psicólogos para outras parcerias, nomeadamente na promoção de Locais Saudáveis de Trabalho, vetor que aquele organismo fomenta e premeia. Eduardo Carqueja sublinhou o papel relevante das autarquias na prevenção das doenças do foro mental, aplaudindo, assim, a iniciativa do Município de Esposende na criação da Rede Municipal de Psicologia, fomentando o trabalho em rede, do qual se disse acérrimo defensor.

A psicóloga clínica Sofia Andrade centrou a sua comunicação na questão do luto e na intervenção que deverá ser efetuada para a pessoa/família enlutada viver o luto ao invés de viver em luto, comunicação cuja temática foi escolhida dada a criação desta nova resposta ao nível do município com o projeto PsIntegrar, destinado muito especificamente a estas temáticas.

Entre os participantes neste Encontro da Saúde Mental estiveram alunos da Escola Básica António Rodrigues Sampaio, de Marinhas, que se encontram no projeto Parlamento Jovem e que, à semelhança da plateia, tiveram oportunidade de colocar questões aos intervenientes, no caso ao Presidente da Ordem dos Psicólogos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS