Sexta-feira, Maio 20, 2022
15 C
Braga
InícioRegiãoEscuteiros de Braga recolheram 2.240 quilos de pilhas e baterias em 2021

Escuteiros de Braga recolheram 2.240 quilos de pilhas e baterias em 2021

© Electrão

Dois agrupamentos de escuteiros do Corpo Nacional de Escutas (CNE) do distrito de Braga recolheram 2.240 quilos de pilhas e baterias usadas ao longo de 2021, na segunda edição da campanha “Escuteiros Electrão”, que decorreu de março a dezembro.

O agrupamento 0442 Oliveira de Santa Maria, que ficou em terceiro lugar a nível nacional, recolheu 1.260 quilos de pilhas e baterias usadas e o agrupamento 0186 Vale S. Martinho deu um contributo de 980 quilos de pilhas e baterias para reciclagem.

Os dois agrupamentos estão entre os 10 que mais recolheram a nível nacional. Oliveira de Santa Maria recebeu um prémio de 800 euros e o agrupamento de Vale S. Martinho um prémio 400 euros. Os valores são proporcionais às quantidades recolhidas.

Em termos nacionais participaram na campanha escuteiros de 42 agrupamentos do Corpo Nacional de Escutas que reuniram, no total, 13.435 quilos de pilhas e baterias usadas para reciclagem.

Este resultado representa um aumento de 15 por cento em relação à primeira edição da iniciativa. Na campanha anterior, que decorreu entre Dezembro de 2019 e Novembro de 2020 e teve o envolvimento de 60 agrupamentos, tinham sido reunidos 11.669 quilos de pilhas e baterias.

Durante esta nova edição participaram menos agrupamentos, fruto das restrições decorrentes da pandemia que limitaram as actividades presenciais, mas, ainda assim, as quantidades recolhidas aumentaram.

No âmbito desta iniciativa foram premiados os 10 agrupamentos de escuteiros que recolheram as maiores quantidades de resíduos, assim como a estrutura nacional do Corpo Nacional de Escutas. No total o Electrão atribuiu prémios no valor de cerca de 9.000 euros.

Este projecto do Electrão, em parceria com o Corpo Nacional de Escutas, tem como objectivo sensibilizar e envolver os escuteiros, os voluntários, os pais e a comunidade em geral para o esforço de preservação do ambiente, através do encaminhamento adequado de pilhas e baterias usadas para reciclagem.

“Acreditamos que esta iniciativa, que já vai na segunda edição, tem um enorme potencial para aumentar as recolhas de pilhas e baterias usadas um pouco por todo o país. Conta com o papel fundamental dos escuteiros portugueses na recolha e é a prova de que os mais jovens podem fazer a diferença em iniciativas que têm como fim último proteger o ambiente”, realça o diretor-geral Adjunto do Electrão, Ricardo Furtado.

Para o Corpo Nacional de Escutas, esta é uma forma de continuar a sensibilizar os jovens para a importância da reciclagem. “Com esta campanha evitamos que produtos com maior teor tóxico contaminem os lençóis freáticos. Procuramos cumprir o desafio que Baden Powell nos lançou de deixar o mundo um pouco melhor do que quando o encontrámos”, realça o Secretário Nacional para o Ambiente e Sustentabilidade do Corpo Nacional de Escutas, José Rodrigues.

O grupo de escuteiros que mais pilhas e baterias usadas reuniu foi o Agrupamento da Serafina, em Lisboa, com um total de 3.115 quilos recolhidos. Recebeu por isso o prémio mais elevado no valor de 2.000 euros.

Em segundo lugar ficou o agrupamento de Nª Sª do Amparo, Portimão, no distrito de Faro. Os elementos deste agrupamento reuniram 1.630 quilos de pilhas e baterias para reciclagem e foram compensados com um valor de 1.200 euros.

Os agrupamentos de Nª Sª das Neves e São Simão de Oiã, no distrito de Aveiro, receberam 400 euros pelas quantidades recolhidas.

Um incentivo de 200 euros coube ainda aos agrupamentos de Santa Comba Dão, no distrito de Viseu; Santão, no distrito do Porto e ainda Lousa e Estoril, no distrito de Lisboa.

Para além dos prémios aos agrupamentos foi igualmente entregue um prémio no valor de 2.000 euros ao Corpo Nacional de Escutas, que recebeu ainda 1.000 euros como contrapartida pelas quantidades totais recolhidas.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS