Sábado, Dezembro 3, 2022
5.1 C
Braga
InícioAtualidadeEmpresas de Famalicão e Guimarães criam tapete que deteta a presença de...

Empresas de Famalicão e Guimarães criam tapete que deteta a presença de estranhos em casa

DR

E se tivesse um tapete que, além de ser antiderrapante, o alertasse para o movimento e a presença de estranhos em casa? No futuro, esta poderá ser a realidade de muitos proprietários e habitações. É, pelo menos, esta a expectativa do CeNTI, CITEVE e da empresa António Salgado, empresas de Famalicão e Guimarães, que se uniram para criar uma inovadora linha de tapetes inteligentes e multifuncionais, capazes de garantir segurança e conforto aos seus utilizadores. O HelpInTex, nome atribuído ao Projeto, promete revolucionar o setor têxtil, em particular, os têxteis-lar, e contribuir para a redução da criminalidade em propriedade privada.

Ao tapete estará associada uma App que o consórcio está, também, a desenvolver. Além de receber as informações emitidas pelo tapete, a aplicação irá notificar o utilizador “sempre que alguém o pisa durante a sua ausência”. “A presença será detetada pelos fios condutores integrados no tapete”, referem os investigadores do Projeto.

“A funcionalidade de deteção de presença e/ou movimento será obtida pela integração de fios condutores na estrutura têxtil do tapete e a funcionalidade antiderrapante será obtida através do desenvolvimento de fibras com propriedades antiderrapantes. A possibilidade de termos estas funcionalidades integradas no processo de produção do tecido apresenta um carácter bastante inovador”, acrescentam.

De acordo com os investigadores, o tapete está, atualmente, em fase de prototipagem. “Nesta fase, estamos a desenvolver os protótipos do projeto e suas otimizações. Os protótipos resultantes serão avaliados para posterior certificação”.

Para já, não há previsão quanto à entrada do produto no mercado, mas a expectativa, por parte dos promotores, é elevada. “O projeto surgiu de uma necessidade sentida pela empresa António Salgado, a de inovar nas soluções que tem atualmente no mercado. Neste momento, não há data prevista para a sua comercialização, uma vez que o projeto financiado ainda se encontra a decorrer. Contudo, numa fase inicial, o interesse é maioritariamente nacional. A António Salgado já possui canais de comercialização em Itália, Alemanha e Finlândia. São, por isso, países com elevado interesse nesta solução”, esclarecem os responsáveis do projeto.

O HelpInTex resulta do know-how e conhecimento das três entidades que compõem o consórcio de execução. Sendo líder do Projeto, a empresa António Salgado tem “uma participação transversal no desenvolvimento dos trabalhos, fruto do seu background, expertise e competências”.

O CeNTI é responsável pela área das fibras funcionais antiderrapantes, pelo desenvolvimento do sistema de sensorização integrado no têxtil, eletrónica de controlo, bem como pela criação da App.

Ao CITEVE, compete os trabalhos relacionados com a área dos materiais, matérias-primas têxteis, estruturas têxteis, ultimação têxtil, testes/ensaios e conceção e desenvolvimento do produto.

Iniciado em 2019, o HelpInTex termina no decorrer de 2022. Além do conforto, o produto inteligente foi concebido para proporcionar maior segurança e confiança ao seu utilizador, em linha com a atual era da digitalização e internet das coisas

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS