Quinta-feira, Julho 29, 2021
18.8 C
Braga
InícioRegiãoGuimarãesDia Mundial da Língua Portuguesa vai ser celebrado em Guimarães

Dia Mundial da Língua Portuguesa vai ser celebrado em Guimarães

CM Guimarães

Ao início da tarde desta terça-feira, nos Claustros do Museu Alberto Sampaio, teve lugar a conferência de imprensa de apresentação do programa de comemoração do Dia Mundial da Língua Portuguesa, com a presença da vice-presidente, Adelina Pinto, e da professora da Universidade do Minho, Micaela Ramon, um evento que este ano acontece na cidade de Guimarães no dia 5 de maio.

Adelina Pinto começou por referir a importância da comemoração do Dia Mundial da Língua Portuguesa para Guimarães, evidenciando a natureza estratégica para a afirmação da cidade enquanto polo difusor da identidade portuguesa e, consequentemente, da Lusofonia. “Em Guimarães criámos um país, e deste país nasceu uma língua que se expandiu para o mundo”, disse.

A vereadora relevou a importância da língua enquanto instrumento de diálogo entre povos e de afirmação da identidade. “Aquilo que desenhámos em parceria foi um Seminário em torno da temática da língua, em formato presencial e virtual, de forma a permitir que os oradores que não se podem deslocar por motivos relacionados com a pandemia possam participar remotamente. Guimarães assume aqui um papel dialogante e privilegiado no mapa geográfico dos falantes de língua portuguesa, permitindo que esta seja valorizada nas suas múltiplas dimensões, como a económica, a académica, a cultural ou a criativa, contribuindo para a promoção da língua e de Guimarães, bem como para o reforço dos laços entre os países lusófonos”, frisou.

Por seu lado, Micaela Ramon referiu que foi a CPLP quem criou o “Dia da Língua Portuguesa” e, mais tarde, na sua 40ª Conferência Geral, realizada em Paris, em novembro de 2019, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), declarou o dia 5 de maio como Dia Mundial da Língua Portuguesa.

“Este seminário pretende ser a primeira de um conjunto de iniciativas a desenvolver ao longo dos anos, sempre para comemorar este dia 5 de maio”, disse.

Micaela Ramon disse que a língua portuguesa é uma das poucas no mundo que tem estatuto de língua global, pelo facto de ter mais de 10 milhões de falantes de entre o conjunto das mais de 7000 línguas vivas. “A nossa língua pertence a um grupo restrito de pouco mais de oito dezenas com um universo de representação muito alargado. A sua influência não se faz sentir apenas nos nove países onde é língua oficial, mas um pouco por todo o mundo onde é procurada como língua de herança e como língua estrangeira. As diásporas de todos os países da CPLP levam a língua para fora desses territórios. A importância do português como língua global justifica, de sobremaneira, a existência de um Dia Mundial da Língua Portuguesa, e que a Câmara Municipal de Guimarães e a Universidade do Minho se unam para o comemorar”, acrescentou.

A professora mencionou, ainda, o embaixador de Portugal na Unesco, António da Nóvoa, quando este disse que “o Dia Mundial da Língua Portuguesa dá visibilidade ao que designa por EC(Educação, Cultura, Conhecimento e Ciência)”, princípios que foram tidos em conta na elaboração do programa do Seminário, que está idealizado em torno de sintagmas que são universos abrangentes, e que conta com a participantes do Brasil, Cabo Verde, Angola e dos países observadores da CPLP, com grande destaque para a Galiza.

Adelina Pinto, a terminar, referiu dois pontos que ilustram a opção estratégica da realização do Dia Mundial da Língua Portuguesa em Guimarães. O primeiro é o facto do Museu da Língua de S. Paulo, que ardeu e que, depois de reconstruído, está prestes a ser inaugurado, ser apresentado virtualmente no seminário. O segundo é a cooperação entre Guimarães e o Brasil que se traduzirá na celebração de um protocolo que permitirá a difusão da arte brasileira em Portugal e da arte portuguesa, em especial a vimaranense, no Brasil.

A vereadora referiu também a importância do Projeto ComPartilha, pois “a língua é também escola, é conhecimento, é construção do saber e, acima de tudo é a relação entre povos”, disse.

Este é o programa completo do “Dia Mundial da Língua Portuguesa”, que se realizará no dia 5 de maio, no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães:

=Seminário=

Centro Cultural Vila Flor, 5 de maio de 2021

9:00 – Receção dos participantes

9:30 – Sessão solene de abertura

  • Domingos Bragança – Presidente da Câmara Municipal de Guimarães
  • Rui Vieira de Castro – Reitor da Universidade do Minho
  • António Sampaio da Nóvoa – Embaixador da UNESCO
  • Francisco Ribeiro Telles – Secretário Executivo da CPLP

10:15 – Conferência “Dia Mundial da Língua Portuguesa. O papel da diáspora”
Berta Nunes (Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas)

11:00 – Intervalo para café

11:30 – 1ª Sessão – Promoção da língua portuguesa em contexto académico (coordenação: Micaela Ramon)

  • “Língua de várias línguas, cultura de várias culturas” – Elias Torres Feijó (Universidade de Santiago de Compostela)
  • “Português, uma língua de ciência” – Carlos Fiolhais (Universidade de Coimbra)
  • Mobilidade universitária – Judite Nascimento (Reitora da Universidade de Cabo Verde)

13:15 – Intervalo para almoço

15:00 – 2ª Sessão – A Língua como património vivo (coordenação:  Vítor Ramalho – UCCLA)

  • O papel das organizações da Sociedade Civil – Nazim Ahmad – Fundação Aga Khan
  • O Museu da Língua de S. Paulo – Brasil – Secretário de Estado da Economia Criativa do Estado de São Paulo e Diretora do Museu da Língua de São Paulo
  • O Museu Virtual da Lusofonia da Universidade do Minho – Moisés Martins (Universidade do Minho)

16:30 – Intervalo para café

17:00 – 3ª Sessão – Desafios de futuro para a língua portuguesa (coordenação: João Ribeiro de Almeida, Presidente do Instituto de Camões, IP)

  • Cooperação para as áreas criativas – ALBARTE – Associação Luso Brasileira de Apoio à Arte – Secretário de Estado da Cultura do Brasil/ Instituto de Formação dos Países da CPLP
  • Cooperação no âmbito dos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável – Filipe Zau (Reitor da Universidade Independente de Angola)
  • Projeto ComPartilha – Ana Caridade – Professora Agrupamento de Escolas de Abação – Guimarães

18:30 – Sessão de encerramento – Marcelo Rebelo de Sousa, presidente da República Portuguesa *, Augusto Santos Silva, ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros *, Rui Vieira de Castro, reitor da UMinho, e Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal de Guimarães

*Aguarda Confirmação

Apoie a Braga TV

O apoio dos nossos leitores é fundamental para garantir que a Braga TV continue a ser um canal de informação de referência na região.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS