Sexta-feira, Fevereiro 3, 2023
7.8 C
Braga
InícioRegiãoEsposendeCultura marítima de Esposende exposta no Forte de São João Baptista e...

Cultura marítima de Esposende exposta no Forte de São João Baptista e nas Piscinas Municipais

© CM Esposende

O Forte de São João Baptista e as Piscinas Municipais Foz do Cávado acolhem, de 8 a 11 de dezembro, a exposição do Projeto “Rotas do Oceano – explorar, evidenciar e relacionar as diferentes dimensões da cultura marítima de Esposende”. A exposição pode ser visitada entre as 10:00 e as 17:00.

O projeto”‘Rotas do Oceano” decorre de uma parceria entre a Rio Neiva – Associação de Defesa de Ambiente e o Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio (Escola Azul) e tem como objetivo promover uma visão global e interdisciplinar sobre a cultura marítima de Esposende junto da comunidade escolar, abarcando alunos do 1º ao 3º ciclo de ensino, com o intuito de capacitar as novas gerações como agentes de mudança para um futuro mais sustentável.

Esta aspiração e missão surge do reconhecimento de Esposende enquanto contexto único pelo seu vasto património material e imaterial marítimo e da necessidade de fomentar uma maior proximidade entre a comunidade escolar e o território onde se insere.

A exposição Rotas do Oceano pretende retratar a diversidade de atividades e trabalhos realizados por todos os estudantes e professores do Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio, dentro e fora da sala de aula, envolvendo as suas famílias e contribuindo efetivamente para uma maior compreensão e valorização da cultura marítima existente.

Sobre os EEA Grants

Através do Acordo sobre o Espaço Económico Europeu (EEE), a Islândia, o Liechtenstein e a Noruega são parceiros no mercado interno com os Estados-Membros da União Europeia.

Como forma de promover um contínuo e equilibrado reforço das relações económicas e comerciais, as partes do Acordo do EEE estabeleceram um Mecanismo Financeiro plurianual, conhecido como EEA Grants.

Os EEA Grants têm como objetivos reduzir as disparidades sociais e económicas na Europa e reforçar as relações bilaterais entre estes três países e os países beneficiários.

Para o período 2014-2021, foi acordada uma contribuição total de 2,8 mil milhões de euros para 15 países beneficiários. Portugal viu ser-lhe atribuída uma verba de 102,7 milhões de euros.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS