Sexta-feira, Janeiro 27, 2023
4.6 C
Braga
InícioBragaConselho Municipal do Imigrante reuniu para debater políticas de integração dos imigrantes...

Conselho Municipal do Imigrante reuniu para debater políticas de integração dos imigrantes em Braga

© CM Braga

O Conselho Municipal do Imigrante, Integração e Interculturalidade de Braga reuniu na sexta-feira, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, no sentido de abordar e discutir as políticas de integração dos cidadãos imigrantes no concelho.

Instituído pelo Município de Braga, o Conselho Municipal do Imigrante possui como principais objetivos “a promoção da cidadania e participação, a valorização da solidariedade e igualdade, o reforço da democracia e a concretização dos princípios do humanismo, contribuindo para a definição e desenvolvimento de estratégias e políticas de acolhimento dos cidadãos imigrantes na comunidade bracarense”.

Este órgão municipal, com competências de natureza consultiva, é constituído por representantes das organizações e associações com intervenção no domínio da imigração no concelho, representantes da autarquia e das Juntas de Freguesia, e representantes de entidades públicas (como a GNR, PSP, SEF e Segurança Social).

Esta reunião ficou marcada pela partilha de informações e experiências, a identificação de necessidades e dificuldades, e a reflexão sobre possíveis caminhos e soluções, evidenciando este órgão como uma plataforma fundamental de auscultação, comunicação e cooperação, para a melhor integração dos imigrantes em Braga.

“A solidariedade e o humanismo são pilares essenciais destas políticas, numa perspetiva de acolhimento de todas as pessoas, por forma a potenciar uma convivência intercultural, a diversidade e uma comunidade coesa”, referiu Sameiro Araújo.

De acordo com a vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, o Conselho Municipal do Imigrante, Integração e Interculturalidade pretende ser um “agente impulsionador da cidadania e participação, ao mesmo tempo que procura sustentar as políticas de integração dos cidadãos imigrantes”.

Este órgão municipal é “parte integrante de uma visão de cidade mais solidária, igualitária e humanista, comprometida com o combate ao preconceito, à discriminação e à exclusão social”, concluiu Sameiro Araújo.

No decurso dos últimos anos, o Município de Braga tem desenvolvido uma série de políticas que visam combater a discriminação e intolerância, afirmar os direitos humanos como núcleo vital e motor da cidadania, e construir uma cidade aberta, diversa, solidária e coesa.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS