Terça-feira, Maio 28, 2024
28.7 C
Braga
EducaçãoColocados 2882 novos estudantes na UMinho

Colocados 2882 novos estudantes na UMinho

© UMinho

As Instituições de Ensino Superior nacionais e as famílias Portuguesas conheceram hoje os resultados da 1.ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES). A procura dos cursos da UMinho, à semelhança dos anos anteriores, foi bastante elevada onde ficaram preenchidas 97% das 2.967 vagas disponíveis na instituição.

Nove ciclos de estudo da UMinho tiveram classificação mínima de entrada igual ou superior a 17 valores. O curso em que o último colocado teve classificação mais elevada foi o de Engenharia Aeroespacial (188,6), seguido dos cursos de Medicina (182,8), Direito (177,4), Engenharia e Gestão Industrial (173,8), Direito regime pós-laboral (173,2), Marketing (172,2), Gestão (171,8) e Psicologia e Engenharia Biomédica (171,2). De notar que 22 licenciaturas da Instituição tiveram uma classificação igual ou superior a 16 valores.

Para o ano letivo 2023/24, a UMinho apresentou a concurso um total de 3.013 vagas, distribuídas pelo concurso nacional de acesso e pelo concurso local (este último referente à Licenciatura em Música, com 46 vagas). No Concurso Nacional, a UMinho alargou as suas vagas, admitindo agora mais 25 estudantes relativamente ao ano anterior (de 2.942 em 2022/23 para 2.967 em 2023/24).

Estudantes “Embaixadores” apoiam processo de matrícula dos novos colegas

As matrículas na UMinho serão exclusivamente online – entre os dias 28 e 30 de agosto -, através do portal sou.uminho.pt, onde é possível encontrar um tutorial de todo o processo de inscrição e outras informações relevantes.

Durante o período de matrículas, os colocados poderão esclarecer todas as dúvidas através de um chatbot ou via chamada telefónica (253604112). A receção aos novos estudantes contará com o apoio de um grupo de “Embaixadores UMinho” – estudantes da Instituição, que disponibilizam o seu tempo para acolher e acompanhar os novos colegas ao longo do processo de matrícula e das atividades de acolhimento. Este acompanhamento é fundamental para muitos jovens que chegam pela primeira vez, não apenas à universidade, mas também às cidades de Braga e Guimarães ou até, a Portugal.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES