Sexta-feira, Fevereiro 3, 2023
7.8 C
Braga
InícioRegiãoEsposendeCâmara de Esposende quer apurar circunstâncias que provocaram derrocada em Palmeira de...

Câmara de Esposende quer apurar circunstâncias que provocaram derrocada em Palmeira de Faro

© SIC

Na sequência da derrocada que provocou a morte de dois jovens no dia 23 de novembro, em Palmeira de Faro, Esposende, a Câmara Municipal avançou para a realização de um estudo geotécnico, desenvolvido pela Universidade do Minho, cuja nota técnica de apresentação de conclusões será remetida até ao dia 16 deste mês.

“De forma a partilhar as conclusões da referida nota técnica do relatório do estudo geotécnico, elaborado pela Universidade do Minho, o Município convocou os moradores da zona afetada, para uma reunião, a realizar no próximo dia 20”, informou a Autarquia.

Não obstante das diligências já levadas a cabo, pretende o Município “apurar de forma cabal as causas que estiveram na origem deste incidente, identificando eventuais fatores que permitam acautelar que situações idênticas não ocorram no futuro”.

Para tal, o Município vai avançar com os procedimentos necessários para a contratação de uma equipa constituída por elementos do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) e da Universidade do Minho (UM) para a realização dos estudos necessários que permitam apurar a origem das circunstâncias que provocaram a derrocada.

“No pressuposto da existência de uma eventual investigação e numa lógica de separação de poderes e respeito institucional, o Município oficiou, hoje mesmo, o Ministério Público e a Polícia Judiciária, no sentido de perceber se as ações que pretende realizar prejudicam, de alguma forma, a eventual investigação que poderá estar em curso”, sustentou a Câmara Municipal.

“O Município pretende, assim, apurar de forma cabal as causas que estiveram na origem deste incidente, identificando eventuais fatores que permitam acautelar que situações idênticas não ocorram no futuro, apurando-se a verdade e combatendo-se a desinformação veiculada em torno deste caso. Enquanto isso, continuará a ser prestado todo o apoio necessário aos moradores da zona afetada, tal como tem sido feito até aqui”, finalizou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS