Sexta-feira, Junho 14, 2024
16.2 C
Braga
BragaCâmara de Braga teve gastos de 198 milhões em 2023. Rendimentos rondaram...

Câmara de Braga teve gastos de 198 milhões em 2023. Rendimentos rondaram nos 196 milhões

Relatório de Contas Consolidadas.

© CM Braga

O Executivo Municipal de Braga vai analisar o Relatório de Contas Consolidadas de 2023 na próxima reunião de Câmara, que se realiza na quarta-feira.

Em comunicado, o Município de Braga refere que ao longo do ano económico de 2023, “verificou-se que o universo municipal gerou um total de gastos no montante de 198 milhões de euros e de rendimentos no valor de 196 milhões de euros”. Foram incluídas no perímetro de consolidação do município as empresas municipais TUB, Agere, BragaHabit, Teatro Circo de Braga e InvestBraga.

No que diz respeito às receitas, o grupo municipal registou em 2023 um aumento global dos seus rendimentos em 24 milhões de euros, por comparação com o período homólogo do ano passado, um aumento de 13,9 %.

“Esta variação resulta do aumento na rubrica de transferências e subsídios correntes obtidos de 13,9 milhões de euros (sobretudo por recebimento da transferência de competências na área da educação, ação social e saúde); do aumento da rubrica imposto, contribuições e taxas em aproximadamente 6,9 milhões de euros; e do aumento da rubrica outros rendimentos do Município em 2,5 milhões”, acrescenta a Câmara Municipal.

Já no que se refere aos gastos, a subida face ao ano passado (de cerca de 171 milhões para 198 milhões) “deve-se ao aumento de gastos com o pessoal em 10,4 milhões de euros (sobretudo devido à integração de pessoal nas áreas da saúde e da ação social); ao aumento de 7,8 milhões de euros registado na rubrica de fornecimentos e serviços externos; ao aumento de 4,7 milhões de euros em gastos transferências e subsídios e concedidos e ao aumento dos gastos com juros e gastos similares suportados em 1,9 milhões de euros”.

“No exercício económico de 2023, os indicadores liquidez geral e liquidez reduzida apresentam uma ligeira evolução favorável, com especial relevo para o rácio de liquidez geral que incide sobre a capacidade de fazer face às responsabilidades de curto prazo. Destaca-se aumento da liquidez imediata resultante do aumento dos meios financeiros líquidos no valor aproximado de 10 milhões de euros”, sublinha a Autarquia.

Empresas municipais com resultados positivos

Relativamente aos Transportes Urbanos de Braga, “no ano de 2023 foi ultrapassado o número de passageiros transportados em 2019 (período pré-pandemia), sendo até à data o melhor ano de desempenho da procura, com um crescimento de 2,65%”. “Em termos de desempenho económico-financeiro, verificamos que o resultado líquido do exercício é positivo em cerca de 88 milhares de euros”, explica o Município.

Já a AGERE, “apresenta uma situação económico-financeira equilibrada e sustentável, traduzida num volume de negócios de 34,2 milhões de euros, mais 4,02% comparativamente com o ano 2022”. “Prova disso são também os resultados dos principais indicadores económico-financeiros: a margem EBITDA situou-se em 50,28% e a Autonomia Financeira cifrou-se em 52,20%. O investimento global executado, em 2023, foi de 6 milhões de euros, na construção e renovação de infraestruturas de abastecimento de água e saneamento de águas residuais, na gestão de todo o ciclo de higiene urbana e outros”, sustenta ainda.

Já para a BragaHabit, o ano de 2023 foi “marcado pelo dinamismo assente numa ampla diversidade de atividades e de iniciativas em várias frentes e num alargamento da sua esfera de intervenção no seio municipal”. “Destaca-se o apoio a 2 427 famílias nos oito regimes de apoio habitacional, apresentando um aumento de 60% face ao ano transato. Ao nível do desempenho económico e financeiro, a BragaHabit apresenta em 2023 um resultado líquido positivo de cerca de 35 mil euros”, pode ler-se no comunicado.

Para o Teatro Circo, o ano 2023 foi marcado por “uma mudança estrutural significativa no domínio da programação própria com a alteração para um modelo de Direção Artística transversal a todas as componentes da Empresa Municipal, mas cuja materialização se reflete na proposta de posicionamento programático de 2024”. Em termos económico-financeiros, em 2023, o Teatro Circo apresenta um resultado positivo cerca de 94 mil euros.

Por fim, no decurso do ano de 2023, a InvestBraga prestou apoio a 87 projetos de investimento e realizou 324 atendimentos e reuniões com empresas, empresários, empreendedores, potenciais investidores e outras entidades. “Do total dos projetos acompanhados, 61% são de origem internacional, tendo aumentado o número de investidores que procuram a cidade de Braga para criação e instalação de novos projetos de investimento económico. Em termos financeiros, o exercício 2023 encerra com um resultado positivo em cerca de 20 mil euros”, ressalva a Câmara de Braga.

Na mesma reunião do Executivo será analisada uma proposta de alteração orçamental modificativa que assenta na “necessidade de refletir nos instrumentos de gestão previsional o reforço, nas Grandes Opções do Plano, dos compromissos plurianuais afetos à Requalificação da Fábrica Confiança – Residência Universitária (7 milhões para 2025 e 1 milhão para 2026; e a inserção no orçamento da aquisição das Participações dos acionistas privados da SGEB  (com o valor de 15 milhões de euros)”.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES