Segunda-feira, Abril 19, 2021
11.7 C
Braga
InícioBragaCâmara de Braga nega ter "comprado" título de Melhor Destino Europeu

Câmara de Braga nega ter “comprado” título de Melhor Destino Europeu

CM Braga

A Câmara Municipal de Braga negou ter “comprado” o título de “Melhor Destino Europeu 2021”, após o Polígrafo da SIC ter noticiado que a Autarquia bracarense pagou 86 mil euros ao presidente da empresa que atribui este prémio.

Em comunicado, a Autarquia esclareceu as declarações do ex-presidente da Associação de Hotéis do Algarve quanto à “compra” de reconhecimentos turísticos, negando as afirmações e sublinha que “foram vários aqueles que procuraram cavalgar tal menção para atacar e denegrir a cidade de Braga, sugerindo expressa ou implicitamente que o mesmo tinha acontecido com o reconhecimento da Cidade como Melhor Destino Europeu em 2021”.

O Município de Braga salientou que existem “dois grupos”, sendo um deles os que “convivem mal com os múltiplos êxitos de Braga em diversas frentes e que não hesitam em tentar minorar a cidade” e os que “procuram usar esses ataques a reconhecimentos que tanto desconforto lhes causam”, pondo o “bom nome” da cidade de Braga em causa.

O Município disse que efetuou o pagamento da inscrição “por aquisição de contratação pública, de forma transparente, correta e honrosa, tendo a mesma um custo de 16.830 euros”, valor da candidatura ao prémio.

Quando Braga conquistou o título de Melhor Destino Europeu, o Município decidiu fazer uma campanha nacional e internacional de promoção do destino Braga para “antecipar a retoma económica no pós-confinamento” através de meios de comunicação da especialidade como o caso da Lonely Planet, Forbes, Traveler, entre outras, e com presença física em outdoors por todo o país.

A promoção de Braga teve um custo de quase 150 mil euros, incluindo a promoção na própria plataforma do “European Best Destination”, que foi contratada por cerca de 70.000 euros.

A Autarquia reforçou que “todas estas contratações foram feitas de forma transparente e clara, publicadas no portal Base da contratação pública que qualquer entidade ou pessoa poderá consultar”.

Por fim, o Município de Braga informou, que segundo uma análise de Media Value, realizada pela Cision e referente apenas às duas primeiras semanas após a atribuição do título a Braga, só em meios nacionais, este valor ultrapassava já o valor de 1.900.000 euros de retorno.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS