Segunda-feira, Maio 27, 2024
16.6 C
Braga
BragaCâmara de Braga e UMinho unidas na inventariação da biodiversidade do Parque...

Câmara de Braga e UMinho unidas na inventariação da biodiversidade do Parque das Camélias

Parque das Camélias © CM Braga

A Câmara Municipal de Braga e a UMinho realizaram um trabalho conjunto tendo em vista a inventariação da biodiversidade florística do Parque das Camélias – laboratório para a EMAAC.

No relatório do projeto de licenciatura em Biologia Aplicada de uma aluna da UMinho, intitulado “Levantamento florístico do Parque Urbano das Camélias”, consta que se procedeu à amostragem do local recorrendo ao método do quadrante com a medida de 1m2 e 12 locais representativos do parque. Os resultados obtidos relatam 28 espécimes diferentes, dos quais 25 foram identificados até ao género e 24 até à espécie. Na área de estudo crescem espécies nativas de Portugal Continental, bem como espécies exóticas, destacando-se a família Poaceae como predominante, com 50% dos indivíduos identificados. De entre as famílias menos representadas destacam-se a Papaveraceae e a Rosaceae.

No presente estudo são discutidas estratégias de preservação e de aumento da biodiversidade do Parque da Camélias, sendo que uma possível solução para a área de estudo, no sentido de aumentar a biodiversidade de espécies, poderia assentar no corte da vegetação herbácea por meios mecânicos mimetizando-se o papel-chave dos herbívoros, após queda das sementes. O trabalho será apresentado na Noite Europeia dos Investigadores, a 29 de setembro, no Altice Forum Braga.

O Município de Braga pretende “aumentar a biodiversidade local e continuará a apostar em sementeiras e plantações de espécies autóctones”, prevendo a colocação de painéis informativos para sensibilização da população para a temática em causa, a médio prazo.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES