Câmara de Braga, clubes e associações desportivas analisam retoma da atividade
Quinta-feira , Novembro 26 2020 Periodicidade Diária nº 2647
Principal / Desporto / Câmara de Braga, clubes e associações desportivas analisam retoma da atividade

Câmara de Braga, clubes e associações desportivas analisam retoma da atividade

O Município de Braga promoveu ontem, no Altice Forum Braga, uma reunião com o cerca de uma centena de clubes e associações desportivas do concelho para analisar implicações da deliberação da Direção-Geral da Saúde sobre a retoma da atividade desportiva.

A sessão de esclarecimento contou com a presença de Sameiro Araújo, vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, Mário Freitas, da Unidade de Saúde Pública de Braga, e Rui Macedo, do Agrupamento de Centros de Saúde de Braga.

O encontro serviu para esclarecer dúvidas sobre a forma como as modalidades desportivas na sua generalidade poderão iniciar o seu processo de treino e/ou competição.

Num momento particularmente sensível para a formação desportiva que mobiliza milhares de jovens por todo o concelho, a reunião terminou com a assinatura de uma missiva conjunta, sob proposta do Município de Braga, dirigida às demais entidades governamentais que tutelam o desporto e saúde, para a necessidade de se adoptarem medidas de apoio e novos mecanismos que permitam uma retoma gradual, mas de uma forma que não coloque em causa a sobrevivência dos clubes e associações desportivas.

A vice-presidente da Câmara Municipal de Braga considera “fundamental” proporcionar a todas as entidades e coletividades desportivas um esclarecimento prévio de todas as alterações e da necessidade da retoma da atividade desportiva. “A retoma ao desporto e aos espaços onde o mesmo decorre deve ser encarada com sentido de responsabilidade, profissionalismo e serenidade, operacionalizando circuitos e métodos de higiene e segurança, mediante a realidade de cada espaço desportivo”, sustentou.

Sameiro Araújo falou ainda do impacto que a falta do desporto de formação, que enquadram milhares de jovens bracarenses, poderá ter em muitos clubes. “Depois de tanto trabalho desencadeado nos últimos anos no âmbito da promoção desportiva, com o corolário de Braga Cidade Europeia do Desporto 2018, não quero colocar sequer o cenário dos jovens atletas abandonarem o desporto, porque seria catastrófico”, concluiu.