Terça-feira, Julho 16, 2024
16.2 C
Braga
RegiãoPóvoa de LanhosoCafé Concerto Inclusivo na Póvoa de Lanhoso deu palco ao trabalho das...

Café Concerto Inclusivo na Póvoa de Lanhoso deu palco ao trabalho das instituições

© CM Póvoa de Lanhoso

Ao longo do tempo, o Café Concerto Inclusivo na Póvoa de Lanhoso tem vindo a afirmar-se como o ponto alto da Semana Municipal para a Igualdade e Não Discriminação.

Na sua oitava edição, o Café Concerto Inclusivo, que contou com a presença da secretária de Estado da Inclusão, Ana Sofia Antunes, deu visibilidade ao trabalho que as instituições locais realizam, com especial destaque para as que têm intervenção ao nível da inclusão das pessoas com deficiência.

“De ano para ano, desejamos que a inclusão seja cada vez maior, que a normalização do papel de cada um seja cada vez mais real e que o nosso concelho seja cada vez mais inclusivo, mais capacitado para essa necessidade de sermos, de facto, uma sociedade plena em que todos temos um papel determinante e insubstituível para o desenvolvimento do nosso concelho”, referiu o presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Frederico Castro.

Na sua intervenção, o autarca agradeceu o contributo de Ana Sofia Antunes, referindo-se como “um grande farol para as causas da inclusão e da participação cívica de todos, independentemente de alguma limitação que possam ter”, assim como o contributo das entidades parceiras. “Temos feito muito, na Póvoa de Lanhoso, com instituições do concelho, com a participação de todos, com o compromisso de estarmos de mãos dadas e de seguirmos esse caminho com todos os agentes que estão disponíveis para o fazerem também”, sustentou.

De regresso a Terras de Lanhoso, Ana Sofia Antunes enalteceu o dinamismo das entidades concelhias. “São instituições cheias de vida, que estão permanentemente a organizar eventos, a fazer acontecer, razões que nos fazem querer cá vir”, partilhou, depois de aludir às três instituições locais que intervêm ao nível da inclusão das pessoas com deficiência (a ASSIS, a Casa de Trabalho e a Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga), “sempre com projetos inovadores e com o apoio presente a todos aqueles que muito mais delas precisam”.

A representante do Governo também anunciou a possibilidade da aprovação, em Conselho de Ministros, do Plano de Ação para o Envelhecimento Ativo e Saudável, que contempla, de entre outras medidas, a criação, nas Autarquias, da figura do Gestor 65 +, uma pessoa técnica da Segurança Social para ajudar a desbloquear eventuais problemas das pessoas mais velhas. Porque falar de inclusão é também falar de envelhecimento.

Promovida pela Câmara Municipal, esta iniciativa contou com a participação da Universidade Sénior de Rotary, do Agrupamento de Escolas de Póvoa de Lanhoso, da Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga, da EPAVE, da ASSIS, da Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso, da Em Diálogo, da Comissão de Melhoramentos de Santo Emilião e da Casa de Trabalho de Fontarcada.

Numa intervenção final, a vereadora do Pelouro da Promoção da Igualdade, Fátima Moreira, destacou o tema da Semana Municipal para a Igualdade e Não Discriminação “Na diferença, seja feliz”) e deixou um reconhecimento, em nome da Câmara Municipal e da rede social, ao trabalho de todas as instituições. “É isto que nos torna uma comunidade mais forte, mais coesa, mais preparada para os desafios presentes e futuros”, referiu.

O Café Concerto Inclusivo decorreu no dia 5 de dezembro, no Narcisu’s Eventos, e terminou com a entrega de certificados de participação a representantes das entidades que, entre os dias 25 de novembro e 6 de dezembro, participaram na XIII Semana Municipal para a Igualdade e Não Discriminação.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES