Segunda-feira, Junho 14, 2021
25.6 C
Braga
InícioRegiãoCabeceiras de BastoCabeceiras de Basto celebrou Dia dos Museus com inauguração de escultura em...

Cabeceiras de Basto celebrou Dia dos Museus com inauguração de escultura em lã

CM Cabeceiras de Basto

A vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Carla Lousada, inaugurou no Dia Internacional dos Museus, na Casa da Lã em Bucos, a escultura em arte têxtil realizada pela artista Patrícia Oliveira, no âmbito da residência artística do “AMAR O MINHO”, que decorreu em Cabeceiras de Basto no passado mês de janeiro.

Em articulação com a Casa da Lã e em parceria com as Mulheres de Bucos, a escultora Patrícia Oliveira, natural de Monção, explorou a técnica da lã e produziu uma peça que designou ‘Montanha’, obra que pretende estabelecer um “percurso entre a densidade e a leveza” daquela matéria – lã – que “tem um enorme potencial”, palavras da artista.

De referir que o programa de Residências Artísticas do projeto AMAR O MINHO é dinamizado pelo consórcio MINHO IN que é constituído pelas Comunidades Intermunicipais do Alto Minho, Ave e Cávado, e tem coordenação artística e de comunicação da Zet gallery.

Na cerimónia de inauguração, que decorreu no espaço exterior da Casa da Lã, estiveram presentes, para além da vereadora da Cultura e da própria artista, o presidente da Junta de Freguesia de Bucos, Adriano Pereira, Marta Coutada em representação da CIM do Ave, Helena Pereira Mendes diretora e curadora da Zet Gallery, as Mulheres de Bucos e a estilista Helena Cardoso, entre outros convidados.

Na oportunidade, a vereadora da Cultura felicitou a artista pelo “belíssimo trabalho” em exposição, deixando igualmente uma palavra a todos os intervenientes no projeto das residências artísticas e respetiva curadoria, bem como às Mulheres de Bucos, estilista Helena Cardoso e restante equipa técnica. Partilhou, ainda, com todos uma curiosidade: era Patrícia Oliveira muito jovem, com 13 anos de idade e a frequentar a Escola Básica de Monção, quando ganhou em Cabeceiras de Basto um prémio de ilustração “sinal de que estava a ‘nascer’ uma grande artista”.

Por seu turno, Marta Coutada, da CIM do Ave, falou da importância do projeto, que engloba os 24 municípios do Minho, na recriação das tradições, conferindo-lhes “outra visibilidade”.

Na sua intervenção, Helena Pereira Mendes, diretora e curadora da Zet gallery, disse estar “verdadeiramente emocionada com o trabalho da artista” que criou em Bucos “um museu dos cinco sentidos”, desejando que a peça em lã criada possa “circular por muitos museus” e que a partir desta obra muitas outras pessoas possam vir a conhecer Bucos. “Isto é o Minho a trabalhar em rede”.

A artista Patrícia Oliveira enalteceu toda a colaboração das Mulheres de Bucos e equipa, agradecendo “todos os ensinamentos e conhecimento” que lhe foram transmitidos.

Apoie a Braga TV

O apoio dos nossos leitores é fundamental para garantir que a Braga TV continue a ser um canal de informação de referência na região.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS