Concelho de Braga regista agravamento de novos casos de Covid-19
Terça-feira , Janeiro 26 2021 Periodicidade Diária nº 2708
Principal / Braga / Concelho de Braga regista agravamento de novos casos de Covid-19

Concelho de Braga regista agravamento de novos casos de Covid-19

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, fez uma atualização da situação da pandemia da Covid-19 no concelho e apelou a todos os cidadãos para o cumprimento escrupuloso das regras em vigor.

Segundo o edil, a situação pandémica no concelho agravou-se, tendo-se registado 22 novos óbitos nos últimos dias. “Ao longo das últimas semanas, o concelho de Braga, tal como aconteceu em boa parte da região Norte e em particular nos distritos do Porto e de Braga, registou um agravamento exponencial. Foram cerca de 4.000 casos, aqueles que se verificaram em apenas um mês, correspondendo hoje, já no total, a cerca de 7.000 casos, mais de 3% da nossa população e infelizmente, ao longo dos últimos dias, foram já registados 22 novos óbitos. Ao mesmo tempo que também o sabemos a sobrecarga sobre o Hospital de  Braga que tem vindo a aumentar com o número de internamentos e o número de pessoas   em cuidados intensivos”, informou o autarca.

Devido ao aumento dos novos casos, o presidente apelou à comunidade para contribuir contra a propagação do vírus através da conduta individual e respeitar as normas gerais da Direção-Geral da Saúde.

O Município de Braga, em articulação com as força de segurança, vai proceder à fiscalização que obrigue ao respeito dessas mesmas regras.

O autarca anunciou, ainda, um conjunto de medidas de apoio aos comerciantes para o ano de 2021, onde o Município de Braga irá implementar a isenção de taxas. “Estamos a desenvolver um conjunto de iniciativas para apoiar o tecido económico para que possam enfrentar este período de dificuldades, ora com isenção de taxas que já tínhamos para todo o ano de 2021, ora graças a uma iniciativa que conjugou a concordância do parceira público e dos parceiros privados, com a isenção das tarifas das taxas da disponibilidade da água, de saneamento e da tarifa fixa de resíduos que é cobrada pela Agere a todos os seus clientes não domésticos,” finalizou o edil.