Braga regista taxa de ocupação hoteleira histórica na Semana Santa
Segunda-feira , Outubro 19 2020 Periodicidade Diária nº 2609
Principal / Notícias / Braga regista taxa de ocupação hoteleira histórica na Semana Santa

Braga regista taxa de ocupação hoteleira histórica na Semana Santa

A taxa de ocupação hoteleira em Braga, no período da Semana Santa, está acima das expectativas e muito próximo da lotação máxima. Os números intercalares, apurados pelo Turismo do Porto e Norte (TPNP), até à presente data, foram divulgados esta quarta-feira, 28 de março, por Altino Bessa, vereador do Município de Braga, e por Marco Sousa, Delegado do TPNP.

Entre sexta-feira e domingo a taxa de ocupação hoteleira situa-se, em média, nos 95%

Segundos os dados apurados em Braga na terça-feira, registou-se uma taxa de ocupação hoteleira superior a 66%, mais 8% do que os números registados no mesmo período de 2017, sendo que esta quarta-feira os números de ocupação subiram para 85% (mais 4% do que em período homólogo em 2017).

Para quinta e sexta-feira, bem como para o fim de semana da Páscoa, está estimada, em média, uma taxa de ocupação hoteleira de cerca de 95%, calculando-se que passem pela cidade de Braga milhares de visitantes, nacional e internacionais.

Para Altino Bessa, vereador do Turismo do Município de Braga, “estes números são reveladores do esforço e empenho com que várias entidades têm trabalhado, como o Município de Braga, o Turismo do Porto e Norte, a Associação Comercial de Braga e a Comissão das Solenidades da Semana Santa, revelando um verdadeiro exemplo de parceria e de promoção únicas”.

Estima-se que, em 2017, cerca de 150 mil pessoas tenham diariamente assistido às procissões solenes na cidade de Braga, “prevendo-se que este número possa aumentar ligeiramente apesar da instabilidade do estado do tempo”, referiu Marco Sousa, do TPNP. No ano transato, o retorno financeiro direto para o comércio, hotelaria e serviços da cidade, gerado pela Semana Santa, foi de aproximadamente 15 milhões de euros, devendo este número ser superado no presente ano.

Do leque de visitantes que procura Braga neste período, 60% provêm de destinos internacionais, distribuídos por cerca de 30 nacionalidades, com o turismo espanhol a representar 40% dessa procura. Também de França, Brasil e Itália chega uma fatia muito significativa e cada vez maior de visitantes.

Destaque para uma crescente diversidade de mercados a procurar Braga como destino turístico neste período, sendo este ano bem patentes os casos de novos mercados como Polónia, Singapura e Filipinas.

Com uma matriz marcadamente religiosa, a Semana Santa possui também uma dimensão cultural que é reforçada todos os anos com a realização de exposições e concertos, enriquecendo a experiência de quem visita a cidade.