Domingo, Abril 21, 2024
20.8 C
Braga
BragaBraga organiza ação de capacitação em património artístico e arquitetónico bracarense

Braga organiza ação de capacitação em património artístico e arquitetónico bracarense

© Junta de S. Lázaro e S. João do Souto

Dando continuidade ao plano de ação da Estratégia Cultural de Braga 2020-2030, o Município de Braga promove uma nova ação de formação no âmbito do Ciclo de formações SABER⟷FAZER: Património Artístico e Arquitetónico Bracarense. A ação decorre durante o mês de março, incidindo especificamente no período histórico-artístico do “Tardobarroco e Rococó” e nos espaços patrimoniais bracarenses mais representativos desse período.

Esta ação de capacitação será composta por sete sessões, cada uma com uma duração de 60 minutos, com vertentes teóricas e práticas. As componentes teóricas decorrem na Sala de formações da Praça – Mercado Municipal de Braga nos dias 6, 8 e 10 março, no horário das 09:30 às 10:30 e têm como temas “Barroco e rococó em Braga e região”; “André Soares. Arquitetura” e “André Soares. Talha”.

As componentes práticas decorrem nos dias 14, 16, 21 e 23 de março, no horário das 10:00 às 11:00, podendo estar sujeito a alterações. Os temas das sessões são a Avenida Central. O espaço e os seus monumentos; a Igreja e convento dos Congregados; a Praça do Município e Igreja da Misericórdia e o Bom Jesus do Monte.

As inscrições estão limitadas a 15 participantes e devem ser efetuadas aqui. A formação destina-se a agentes turísticos, profissionais do setor do turismo cultural, agentes e entidades do setor cultural e criativo que intervenham neste campo.

Esta ação, na área do Turismo Cultural e da Divulgação Patrimonial e Turística, pretende apoiar a capacitação dos agentes turísticos, dos profissionais do setor do turismo cultural, bem como dos agentes ou entidades do setor cultural e criativo que intervenham neste campo. Visa, portanto, uma crescente valorização do património cultural e a qualificação do turismo cultural bracarense.

As sessões serão dinamizadas por Eduardo Pires de Oliveira, reconhecido investigador do período, com inúmeras publicações dedicadas ao tema e período. Além de Doutorado em História de Arte na Faculdade de Letras da Universidade do Porto com o tema “André Soares e o rococó do Minho” (2012) é, também, Investigador integrado do Instituto de História de Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e Académico correspondente da Academia Nacional de Belas Artes.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES